NOTÍCIAS
23/09/2015 10:58 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Manda nude: Revista TPM admite erro, pede desculpas, mas mantém campanha polêmica

Reprodução Facebook

A Revista TPM abriu espaço para @s leitor@s mandarem fotos dos seus corpos nus para serem publicadas na revista para uma matéria sobre sexo e tecnologia. Após muitas críticas, nesta terça-feira (22) o veículo se posicionou sobre a proposta: "A intenção era outra, e como definitivamente ela não ficou clara, lamentamos e vamos tentar explicar melhor."

A polêmica começou quando a Revista TPM propôs ilustrar sua próxima reportagem sobre sexo -- e como ele está se reinventando com ajuda da tecnologia -- com nudes enviados pel@s leitor@s. Segundo o post inicial, as fotos teriam que ser do corpo da própria pessoa que as enviasse. Todas as participantes deveriam ter mais de 18 anos.

Manda nudes? Então manda para gente!Mas esteja avisado que queremos vazar seus nudes na nossa próxima edição - o tema...

Posted by Revista Tpm on Segunda, 21 de setembro de 2015

Nos comentários, as críticas não demoraram a aparecer. A maioria delas foi totalmente contrária à proposta:

"QUEM garante que o nude recebido, compartilhado na equipe e veiculado é do autor ou autora?

QUEM garante que não é de menor? Ao compartilhar, armazenar e veicular conteúdo de menor, vocês se enquadram em ECA, se não me engano. É isso que vocês buscam? Processinhos?"

"Nossa, que "feminista" uma revistinha querer usar nudes de mulheres desconhecidas pra lucrar e pra macho ficar vendo e objetificando, além de correr o risco de menores de idade mandarem, por quê como vocês iriam garantir que de fato, a mina é maior de idade?

Objetificacao, e exploração de mulheres não é feminismo. Parem que tá feio"

Essa imagem de fundo é NOJENTA

GROTESCA

só pode ter sido ideia de macho essa merda!

Diante da repercussão negativa, a revista decidiu fazer um esclarecimento e um pedido de desculpas:

O post #mandanude, publicado nas páginas de Trip e Tpm, ofendeu muita gente. Por isso, antes de qualquer coisa, pedimos...

Posted by Revista Tpm on Terça, 22 de setembro de 2015

O veículo reconheceu que a imagem utilizada anteriormente distorcia a mensagem que a revista tentou transmitir. Também reconheceu que não foi claro quanto à intenção da matéria e esclareceu:

"A edição e o #mandanude têm outro objetivo: abordar, discutir e questionar esse fenômeno espalhado pelas redes sociais e aplicativos, disponibilizando um espaço editorial para homens e mulheres, maiores de 18 anos, exercitarem a autonomia e a infinita diversidade de seus corpos."

Mesmo com o esclarecimento, a enxurrada de comentários negativos continuou -- principalmente porque a revista optou por manter a matéria e a colaboração das fotos d@s leitor@s.

"O problema não é a linguagem, é a ideia em si. Quando vocês tentam brincar com a ideia de vazar nudes, vocês estão basicamente dizendo "se o seu nude vazar, não tem problema, não precisa arruinar sua vida, somos todos livres, viva o sexo"."

"Versão resumida: erramos na 'linguagem', mas mandem aí as fotos de vocês peladas, porque queremos "entender" este fenômeno por meio da objetificação dos corpos de vocês. E dá lucro, né? Desculpa qualquer coisa, mas manda foto, tá?"

Apesar da tentativa de reiterar a proposta, prevalece a opinião de que nudes não devem ser "vazadas" em nenhuma situação. E ainda bem!

OPINIÃO: Por que o post da TPM não é libertação sexual coletiva

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: