ENTRETENIMENTO
20/09/2015 10:55 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:40 -02

30 curiosidades sobre o Rock in Rio

O público está no clima do maior festival de música do planeta, que teve sua estreia em 1985, com a participação das principais estrelas da época. Depois disso, a dose foi repetida mais quatro vezes – em 1991, 2001, 2011 e 2013. Apesar do nome, o festival também é conhecido por promover uma mistura de ritmos e, além das bandas de rock, já contou com a participação de nomes como Ney Matogrosso, Ivete Sangalo e Beyoncé. Para dar a larga em mais uma festa da música, preparamos uma lista com 30 curiosidades sobre as três décadas de história do festival.

1) Não foi fácil tirar a ideia do papel. Quando Roberto Medina já estava quase desistindo do Rock in Rio, pediu ajuda ao assessor de imprensa de Frank Sinatra, que marcou uma coletiva de imprensa com os jornalistas mais influentes dos Estados Unidos para que o empresário brasileiro pudesse apresentar o projeto do festival;

2) Para contratar os artistas internacionais na primeira edição, o empresário Roberto Medina deu o prédio de sete andares da Artplan como garantia de um empréstimo bancário;

3) Ozzy Osbourne foi o primeiro artista a confirmar presença em um Rock in Rio. O roqueiro, que tinha acabado de sair de uma clínica de reabilitação, se apresentou no dia 16 de janeiro de 1985, na edição de estreia do festival. Ele teve que assinar um contrato que proibia que devorasse morcegos no palco. Mais tarde, Osbourne declarou em sua biografia que ficou decepcionado com o Brasil, já que, segundo o livro, “esperava encontrar garotas de Ipanema, mas não vi nenhuma. Havia só um monte de crianças pobres correndo pelo lugar como ratos”;

4) Já o primeiro músico a pisar em um palco do Rock in Rio foi Ney Matogrosso. Ele abriu o festival diante de 140 mil pessoas no dia 11 de janeiro de 1985. A canção escolhida para abrir o evento foi Desperta, América do Sul;

5) Os principais nomes do rock nacional participaram da primeira edição do evento e até mesmo alguns artistas que não estavam em evidência, como Serguei, tiveram oportunidade de marcar presença. No entanto, por incrível que pareça, a Legião Urbana, maior nome do gênero na época, ficou de fora da festa;

6) Como não havia cenário para o show dos Paralamas no Rock in Rio de 1985, os integrantes arrastaram algumas palmeiras, samambaias e avencas dos bastidores para compor o palco;

7) Freddie Mercury foi um dos destaques no palco da primeira edição do festival. Nos bastidores, no entanto, ele não foi dos mais simpáticos. Para atravessar um corredor, o vocalista do Queen exigiu que todos que estavam por ali entrassem nos camarins. A atitude irritou a todos e, quando o cantor passou, um coro berrava: "Bicha!". Quando voltou a seu camarim, o astro ainda encontrou tudo quebrado por lá.

8) Freddie Mercury também teve um caso com o motorista brasileiro contratado para atendê-lo. Encantado com a gastronomia carioca, pediu que o chauffeur o levasse ao “melhor restaurante italiano da cidade”. Acabaram no La Mole.

9) Para fazer uma média com os brasileiros, Matthias Jabs, guitarrista dos Scorpions, se apresentou na edição de 1985 com uma guitarra cujo corpo trazia um mapa da América do Sul;

10) Um público equivalente a cinco festivais de Woodstock assistiu à primeira edição do Rock in Rio. Foram 1,3 milhões de pessoas, distribuídas em dez dias de shows. Na época, os ingressos foram vendidos a 20 mil cruzeiros (o equivalente a 30 dólares), valor que gerou lucro de 250% aos realizadores.

11) Na primeira edição do festival, o Mc Donald’s bateu o seu recorde de vendas, que permanece até hoje. Foram 58 mil hambúrgueres em um único dia. O público também consumiu 1,6 milhões de litros de bebidas (em quatro milhões de copos), 900 mil sanduíches, sete toneladas de massa e 500 mil fatias de pizza.

12) A palavra “metaleiro” foi inventada durante a primeira edição do Rock in Rio. A Rede Globo, que fazia a cobertura exclusiva do festival, inventou o termo para se referir aos fãs de heavy metal.

13) Erasmo Carlos passou por maus bocados diante dos metaleiros em 1985. O cantor foi enxovalhado pelos fãs de rock pesado e, depois, em entrevista à revista Veja, comentou que só naquele momento notou que nem todo mundo amava os músicos da Jovem Guarda;

14) A Cidade do Rock, que abrigou o primeiro Rock in Rio, foi demolida depois do evento por ordens de Leonel Brizola, governador do Rio de Janeiro na época. Em 1991, na segunda edição, o evento aconteceu no Maracanã. Em 2001, no entanto, o espaço foi reconstruído para voltar a abrigar o festival. Foram necessários 33 quilômetros de tecidos e 500 toneladas de aço. Foi montado um palco com 40 metros de altura e 88 metros de boca de cena.

15) Em 1991, na segunda edição do festival, o cantor Prince chocou a plateia ao simular sexo com os microfones. As excentricidades não pararam por aí. O astro pop exigiu 500 toalhas brancas, das quais nem 50 foram usadas. A família Medina herdou as outras 450.

16) A segunda edição do Rock in Rio foi a que atraiu o menor público na história do evento. Foram cerca de 700 mil espectadores em nove dias de shows. Com 198 mil pessoas na plateia, a banda norueguesa A-Ha foi quem conseguiu o maior público dessa edição.

17) Além de apresentar dois dos melhores shows da segunda edição do evento, George Michael conheceu no Rio o seu futuro namorado, Anselmo Feleppa. Após a morte do companheiro, em março de 1993, o artista compôs Jesus to a child em sua homenagem.

18) Em 1991, Axl Rose ficou conhecido como um cara gente boa. Após o show do Guns’n Roses, ele pediu para que fosse preparada uma macarronada para a equipe. Mas após o banho, os colegas de banda e técnicos de som haviam partido e o cantor resolveu dividir o o jantar com o pessoal da limpeza;

19) Lobão foi escalado para tocar na noite de heavy metal da segunda edição, logo após o pesado Sepultura. Os do metal pesado não gostaram nada da presença do músico e o vaiaram. Lobão não aguentou e abandonou o palco;

20) Na terceira edição do evento, em 2001, o baixista da banda norte-americana Queens of the Stone Age, Nick Oliveri, entrou totalmente nu no palco. Ao sair do show, o músico foi autuado por atentado ao pudor, mas não foi preso. Como desculpa, o baixista disse: "achei que não teria problema, todo mundo neste país anda pelado";

21) Antes de se apresentar na noite de estreia da terceira edição do festival, Sting passou o réveillon em Salvador, ao lado de Gilberto Gil e suas famílias;

22) A cantora Cássia Eller gastou todo o seu cachê bancando as despesas dos convidados especiais que dividiram o palco com ela durante o show, como a Nação Zumbi. A cantora também é lembrada até hoje por ter mostrado os seios sem o menor pudor;

23) Jimmy Page, ex-guitarrista do Led Zeppelin, veio ao Brasil junto com o Iron Maiden, em janeiro de 2001, e estava cotado para uma participação especial no show da banda britânica. No entanto, fortes dores nas costas do músico impediram o histórico encontro;

24) Depois de Erasmo Carlos e Lobão, foi a vez de Carlinhos Brown ser vaiado pelo público. Provando que não haviam aprendido as lições das edições anteriores, os organizadores mais uma vez tentaram inserir o músico entre shows de bandas de metal. Brown acabou atingido por centenas de copos de plástico;

25) Britney Spears se apresentou na noite pop do Rock in Rio 3, que trazia, entre outros, as bandas N'Sync e Five. Na época, a cantora foi muito criticada por ter supostamente cantado as músicas em playback;

26) O Foo Fighters quase que não se apresentou na terceira edição do festival. Aniversariante do dia, o vocalista Dave Grohl não estava a fim de cantar. Para convencer o músico, a produção entregou um bolo no palco e Grohl ainda ganhou um abração de Cassia Eller, que sempre foi fã do Nirvana, onde ele tocava bateria.

27) Em 2004, o evento realizou a primeira edição no exterior. O Rock in Rio Lisboa marcou o início da internacionalização do festival, que em 2008 também estreou na cidade de Madri, na Espanha.

28) Em 2011, o Rock in Rio voltou ao Brasil após dez anos. O festival ficou marcado pela apresentação do Guns'n Roses, que fechou o festival. Com 2h40 minutos de atraso, a banda subiu ao palco embaixo de chuva e Axl Rose matou a saudade do público.

29) Já na quinta edição, o festival ficou ainda mais democrático e abriu espaço também para artistas de axé. Apesar das críticas dos roqueiros, Ivete Sangalo fez um dos shows mais aclamados do dia 13 de setembro de 2013;

30) Em 2015, o evento realizou a primeira edição nos Estados Unidos. O festival aconteceu em Las Vegas, com shows de Metallica, No Doubt e Maná.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost