NOTÍCIAS
18/09/2015 11:06 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:40 -02

3 questionamentos para fazer antes de tomar uma decisão

TARIK KIZILKAYA via Getty Images
'Whiteboard ideas for business,marketing,technology,social media,etc.'

Você recebe conselhos de todos os lados: na internet, da família, dos amigos, aqui Cosmo... Com tanta gente querendo só querendo o melhor para você, é preciso muita calma para separar o que vale a pena levar para a vida e o que, bom, melhor deixar para lá.

1. Analise quem fala com você

“Quando aconselhamos alguém, sempre colocamos um pouco da nossa visão de vida na dica”, diz a psicóloga Teresa Amorim. Por isso, claro, que conselhos de mãe e pai são recheados de receios de que você sofra, se machuque, fique longe... Então, se está em dúvida entre ser voluntária na África e fazer um mochilão na Ásia, eles não são as pessoas certas para conversar porque vão tentar fazê-la desistir. E, se a colega de trabalho maldosinha quiser dar “uns toques” de networking, pode ignorar também.

2. Fale com quem pensa diferente

A maneira mais fácil de abrir a mente é conversar com quem tem valores e personalidade bem diferentes dos seus. “Aprende-se a pensar fora da caixa. Talvez você nem siga esses conselhos — que podem ser bem excêntricos. Mas vai perceber que há outras maneiras de olhar para a mesma questão”, afirma a psicóloga Aline Gomes, do Rio de Janeiro. Funciona até em casos mais simples: se você não está contente com o cabelo longo e liso de sempre, não adianta ir ao cabeleireiro de costume. Fale com um profissional mestre nos curtos e repicados.

3. Faça a média

Pegue o conselho mais otimista, some com o mais pessimista que receber, aí divida por dois. O resultado é bem mais realista. Funciona assim: “Largar tudo para abrir uma startup?! Acho genial! Você devia começar hoje!” + “Largar o emprego!? E se der tudo errado? Você pode ficar sem dinheiro!” /2 = “Acho uma ideia ótima, mas você precisa se planejar financeiramente para isso acontecer, não?”

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: