NOTÍCIAS
17/09/2015 17:16 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:40 -02

Acusado de faturar R$ 8,6 milhões em ingressos, Jérôme Valcke é demitido da Fifa

Mais um homem forte da Fifa caiu. Jérôme Valcke, secretário-geral da entidade mais importante do futebol, foi alvo de denúncias que o relacionavam com um esquema de venda de ingressos para a Copa do Mundo de 2014.

A decisão de não contar mais com os serviços de Valcke foi anunciada no site oficial da entidade. "A Fifa anuncia hoje que o secretário-geral Jérôme Valcke foi colocado sob licença e retirado de suas funções imediatamente até novo aviso. Além disso, a Fifa recebeu uma denúncia de uma série de acusações sobre o secretário-geral e requisitou uma investigação sobre o Comitê de Ética".

A denúncia

Jérôme Valcke, secretário-geral da Fifa, teria fechado um esquema que lhe garantiam 50% dos lucros da venda de ingressos, num esquema com ágio de mais de 200% sob os valores das entradas. Especula-se que o esquema rendeu cerca de 2 milhões de euros (R$ 8,6 milhões) apenas para Valcke.

As acusações foram feitas nesta quinta-feira por Benny Alon, empresário que trabalha com a venda de entradas para Mundiais desde 1990.

Entre outras acusações, o empresário apontou ainda o "sumiço" de 8,3 mil entradas para o Mundial do Brasil.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: