LGBT
12/09/2015 18:29 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:38 -02

Tabeliã presa após ter se recusado a casar gays recebe "homenagem" na cidade onde vive

ASSOCIATED PRESS
Rowan County Clerk Kim Davis pauses as she speaks after being released from the Carter County Detention Center, Tuesday, Sept. 8, 2015, in Grayson, Ky. Davis, the Kentucky county clerk who was jailed for refusing to issue marriage licenses to gay couples, was released Tuesday after five days behind bars. (AP Photo/Timothy D. Easley)

A tabeliã americana Kim Davis -- aquela mesma que negou o casamento CIVIL a gays por causa de Deus -- está prestes a receber uma singela "homenagem" ao voltar para casa.

A organização Planting Peace colocou um outdoor na cidade da tabeliã com uma mensagem bem simples...

Tabeliã presa após ter se recusado a casar gays recebe "homenagem" na cidade onde

Querida Kim Davis, o fato de que você não poder vender sua filha por três cabras e uma vaca significa que nós já redefinimos o significado de "casamento".

A ideia é discutir a retórica enviesada de quem usa argumentos bíblicos para se opor ao casamento gay.

Como a bíblia começou a ser escrita há pouco mais de 2 mil anos, os costumes descritos no livro foram sendo adaptados e contextualizados no mundo contemporâneo.

"O movimento anti-LGBT é seletivo em que regras seguir e como eles definem o que são valores e instituições 'tradicionais'", disse o presidente da Planting Peace, Aaron Jackson, ao The Huffington Post.

"É importante e relevante discutir isso, porque as ações de Kim Davis não são apenas um debate político ou religioso. Existe uma geração de jovens LGBT perdendo a vida porque essas mensagens da sociedade os fazem sentir errados ou menores."

Entenda

Kim Davis, que vive e trabalha em Morehead, no Kentucky, ficou presa durante seis dias por desacato e foi solta nesta terça (8).

Apesar de a Suprema Corte dos Estados Unidos ter decidido que homossexuais têm direito de se casarem assim como os héteros, Kim alegou razões religiosas para contrariar o órgão máximo do judiciário americano e negar casamento aos gays. Ah, ela casou quatro vezes ¯\_(ツ)_/¯

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: