NOTÍCIAS
11/09/2015 14:53 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:38 -02

Planalto nega com 'veemência' saída de Mercadante da Casa Civil

ED FERREIRA/estadão conteúdo

O Palácio do Planalto negou nesta sexta-feira (11) a intenção de substituir o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, por outro político, como foi informado pela Folha de S.Paulo. Em nota, o governo diz desmentir “com veemência a manchete do jornal” e reitera que ela não condiz com a realidade.

De acordo com a reportagem da Folha, o governo busca nomes inclusive fora da política, “mas com receptividade na base aliada e na oposição”. Um dos nomes defendidos pelo ex-presidente Lula é o do ministro da Defesa, Jaques Wagner.

Há um entendimento geral entre os aliados da presidente que Mercadante falhou nas negociações. Ele é visto como um político pouco hábil, com dificuldade para fazer acordos e difícil no trato pessoal.

Na nota, o Planalto argumenta que o ministro detém toda confiança da presidente. "Diferente do que informa o texto, o ministro-chefe da Casa Civil mantém um trabalho fundamental para a gestão e tem colaborado na construção da estabilidade política, fator importante para a criação do ambiente necessário para a retomada do crescimento econômico, geração de empregos e distribuição de renda, objeto central do programa de reeleição da presidenta Dilma Rousseff”, finaliza.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: