COMPORTAMENTO
02/09/2015 18:41 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:32 -02

Estudante posta foto da sua menstruação no Instagram e recebe enxurrada de comentários ofensivos

Uma foto exibindo sangue menstrual ao retirar o copinho coletor foi motivo para que a estudante Louelle Denor, da Universidade Temple na Filadélfia (EUA), recebesse uma enxurrada de comentários ofensivos no Instagram.

"Chegou ao meu conhecimento que as mulheres estão tendo suas contas banidas por mostrarem sangue menstrual (e sem nudez). Isso está seriamente muito errado. Se esta fosse uma foto do sangue de um machucado no dedo, não haveria problema. Sim, esse sangue é da minha vagina. Isso acontece todos os meses."

A foto, que tinha justamente o objetivo de protestar contra a estigmatização de um processo totalmente natural, provou seu ponto simplesmente pela repercussão no perfil de Denor.

Alguns dias depois, ela retomou o assunto divulgando alguns dos comentários maldosos que recebeu. Dentre eles: "Por favor, se mate" e "Feminazis deveriam ser colocadas em um chuveiro que jogasse sêmen masculino em seus rostos."

"Isto é o que acontece quando você posta uma foto de #sangue e diz que veio da sua #vagina"

Ao ver que algo tão natural quanto a menstruação gera tanto desconforto nas pessoas, a estudante resolveu escrever um blog.

No texto ela questiona valores inversos que a sociedade atribui à mulher, já que elas, aparentemente, só podem ser bem vistas quando parecem objetos sexuais, e nada além disso. O trecho abaixo resume o ponto de vista de Denor:

"Então aqui nós temos o seguinte caso: uma imagem de dedos sangrentos e um objeto estranho. Isso é, por si só, ofensivo? Eu tenho certeza que você concordaria que não é. No entanto, quando combinada com a hipótese de que o sangue veio da minha vagina, ele transforma a essência da imagem em algo obsceno."

Em março, a artista e poeta paquistanesa Rupi Kaur passou por uma situação parecida quando postou uma foto mostrando um vazamento da própria menstruação, e teve a imagem deletada do Instagram mais de uma vez.

Para reforçar que não há nada errado em mulheres menstruadas e que já existem razões demais para mulheres serem oprimidas, Louelle também explica:

As mulheres correm risco de violência por falarem o que pensam, por publicarem imagens, por falarem sobre suas vaginas, por usarem saias curtas, por usarem roupas coladas, por implicarem, por parecerem implicantes, por soarem chatas, por serem vadias, por serem difíceis e a p*rra da lista continua . Este é um GRANDE problema

Realmente, Louelle. E vamos continuar lutando contra ele.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: