ENTRETENIMENTO
28/08/2015 16:47 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:31 -02

Música: 8 nomes do novo R&B que merecem a sua atenção

Reprodução

Na frente de gigantes que ocupavam o topo da Billboard Hot 100, um "intruso". Com o lançamento de Can't Feel My Face, o canadense The Weeknd, até então desconhecido do grande público, deixou músicas como Bad Blood de Taylor Swift e Lean On do Major Lazer "comendo poeira" na principal parada de sucesso da música pop.

Nome de peso do novo R&B, o projeto comandado pelo canadense Abel Tesfaye está longe de ser a única grande novidade do gênero. Em uma busca em alguns dos principais sites de música, listamos oito artistas que merecem a sua atenção. Nela estão incluídos novatos como os britânicos do Years & Years e até nomes que já contam com uma boa experiência em estúdio, caso de FKA Twigs e Miguel.

Autre Ne Veut

Para quem gosta de: Justin Timberlake, Frank Ocean e Prince

A cada novo álbum de estúdio, Arthur Ashin parece cada vez mais próximo do grande público. Responsável pelo projeto Autre Ne Veut, o artista nova-iorquino vem desde o último álbum, Anxiety (2013), se desprendendo de conceitos experimentais para reproduzir um som melódico, triste e íntimo de um número cada vez maior de ouvintes. Com Age of Transparency (2015), novo álbum de inéditas previsto para o começo de outubro, Ashin parece estreitar ainda mais a relação com o pop, marca do single World War Pt. 2.

FKA Twigs

Para quem gosta de: Portishead, Beyoncé e Björk

Dona de uma sequência de obras perturbadoras e um dos melhores trabalhos apresentados em 2014, LP1, a britânica FKA Twigs continua a brincar com a interpretação do ouvinte no novo registro de inéditas, M3LL155X. São apenas cinco faixas, material suficiente para que a cantora aborde temas como feminismo, sexualidade, solidão e loucura. Para o lançamento do trabalho, Twigs condensou todas as cinco faixas em um clipe de 15 minutos marcado por imagens excêntricas e sempre provocantes. Ouça:

Jessy Lanza

Para quem gosta de: Missy Elliot, Timbaland e Tricky

Com o lançamento de Pull My Hair Back, em 2013, a britânica Jessy Lanza conseguiu arrancar bons elogios da crítica especializada, além de construir uma base forte de seguidores. Agora ela quer mais. Em You Never Show Your Love, último single de Lanza, a explícita busca por um som melódico, pontuado pelos sentimentos e íntima relação com o público médio. Vozes, guitarras minimalistas e batidas trabalhadas com boa dose de sensualidade. Ouça:

Kehlani

Para quem gosta de: Ciara, Rihanna e Kelly Rowland

Kehlani passou os últimos dois anos fazendo pequenas participações nos trabalhos de nomes importantes do R&B/Hip-Hop norte-americano. Em You Should Be Here, mais recente mixtape assinada pela cantora, uma clara evolução. Entre rimas e confissões românticas, a artista se transforma na principal matéria-prima do registro, casa de músicas como How That Taste, Be Alright e a melancólica The Letter. Na dúvida, ouça The Way, parceria entre a jovem e o conterrâneo Chance The Rapper. Ouça:

Kelela

Para quem gosta de: Beyoncé, Solange Knowles e Rihanna

De um lado, a relação com a nova geração de produtores e nomes da eletrônica britânica/norte-americana. No outro, o diálogo com o R&B da década de 1990. No meio desses dois opostos, o trabalho da cantora estadunidense Kelela. Com influências que atravessam diferentes décadas e tendências, a artista, oficialmente apresentada em 2013 com a mixtape Cut 4 Me, reserva para os próximos meses o novo EP de inéditas. Hallucinogen (2015). Em Massage, último lançamento da cantora, um eficiente resumo do projeto. Ouça:

Miguel

Para quem gosta de: Prince, Stevie Wonder e Jimi Hendrix

Em atuação desde o fim da última década e dono de dois bons exemplares do R&B/Soul - All I Want Is You (2010) Kaleidoscope Dream (2012) -, Miguel apresenta no recente Wildheart (2015) um catálogo de faixas marcadas pelo erotismo, melancolia e, claro, boas guitarras. Inspirado pela obra de gigantes como Prince, Marvin Gaye e Stevie Wonder, o cantor soa ainda mais provocativo do que nos últimos discos, presenteando o público com ótimas faixas como Coffee, DEAL e Face The Sun. Ouça:

The Weeknd

Para quem gosta de: Michael Jackson, Prince e Kanye West

Depois de três discos lançados de forma independente - House of Balloons, Thursday e Echoes of Silence, ambos de 2011 - e um trabalho apresentado por uma grande gravadora - Kiss Land (2013) -, Abel Tesfaye desbancou nomes como Taylor Swift e Major Lazer para ocupar o topo das principais paradas de sucesso. O motivo? O hit Can't Feel My Face. Com a chegada de Beauty Behind The Madness, quinto álbum à frente do The Weeknd, Tesfaye estreita ainda mais a relação com a obra de veteranos como Prince, Michael Jackson e R. Kelly. Ouça:

Years & Years

Para quem gosta de: Michael Jackson e Carly Rae Jepsen

Um dos grandes fenômenos da música pop em 2015, o trio britânico Years & Years foi em busca de diferentes referências da cena eletrônica, soul e indie para montar o primeiro álbum de estúdio. Em Communion, uma seleção de faixas marcadas por versos acessíveis, sintetizadores e a voz limpa de Olly Alexander, uma versão jovial do veterano Justin Timberlake. Por onde começar? Real e a melancólica Foundation apresentam com acerto o trabalho da banda. Ouça:

Galeria de Fotos 13 grandes discos de rock de 2015 Veja Fotos