NOTÍCIAS
24/08/2015 17:28 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:24 -02

Blatter garante que 'não existe corrupção no futebol' e que Fifa não é corrupta

FABRICE COFFRINI via Getty Images
Outgoing FIFA president Sepp Blatter answers to a press conference during the 'Sepp Blatter Tournament' on August 22, 2015 in Ulrichen, Blatter's hometown. When Blatter was elected FIFA President in 1998, the town awarded him with the 'honorary burgher' of Ulrichen title and to commemorate the occasion, a football tournament bearing his name was created. AFP PHOTO / FABRICE COFFRINI (Photo credit should read FABRICE COFFRINI/AFP/Getty Images)

Perto de deixar o comando da Fifa, o presidente da entidade máxima do futebol concedeu uma rara entrevista à rede britânica BBC, uma das maiores pedras no seu sapato. Na conversa, o dirigente garantiu que "não existe corrupção no futebol" e culpou as pessoas, não a estrutura, pelos seguidos casos investigados.

"A instituição (a Fifa) não está corrupta. Não há corrupção no futebol, mas sim nos indivíduos. São as pessoas", disse Blatter, que comanda a Fifa desde 1998 e promete sair ao fim de deste ano. Ele foi reeleito em maio, logo após a prisão de diversos altos dirigentes do futebol, e pouco depois decidiu convocar novas eleições.

Na entrevista à BBC, ele garantiu que não teme ser também ele envolvido no escândalo que colocou na cadeia alguns dos seus principais apoiadores. "Eu fiz isso (convocar novas eleições) porque eu quero proteger a Fifa. Eu posso me proteger sozinho. Sou forte o suficiente", garantiu.

"Eu sei o que eu fiz, o que eu não fiz. Eu tenho minha consciência e sei que sou um homem honesto. Sou limpo. Não sou um homem preocupado", garantiu Blatter, que usou uma analogia para se defender. "Alguém tem que ser responsável, mas não é o cabeça do estado que tem que ser responsável por todos os cidadãos."

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: