ENTRETENIMENTO
20/08/2015 22:33 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

21 hits incríveis do cinema comentados por quem que nunca os assistiu

Reproduçao

Você, sem sombra de dúvida, está familiarizado com a seguinte cena: você está sentando com amigos na padoca, ou em uma sala de aula, ou conversando com um grupo qualquer de pessoas em uma festa, quando a conversa acaba naquele filme que todo mundo obviamente assistiu, durr. "A metáfora que eu quero usar é tão Rosebud", diz na ocasião o mais esnobe de todos os presentes e você responde: "'Oh, eu nunca vi 'Cidadão Kane'".

Depois disso você gasta os próximos 38 minutos da sua vida limpando a baba de todos que ficam de queixo caído e explicando como que você, um adulto capaz, com essa educação de cinema de baixa qualidade, consegue, de alguma forma, elaborar frases.

Em solidariedade a todos os que foram envergonhados muitas vezes nos filmes que eles OMG (Oh My God) não viram ainda, o HuffPost Entertainment pesquisou na redação do The Huffington Post quais os filmes queridinhos que os nossos amados editores ainda não assistiram*. Nós pedimos que eles escrevessem sobre esses filmes sem vê-los, baseando-se apenas no conhecimento geral do que eles já ouviram falar ao longo dos anos.

Os seguintes comentários são provavelmente melhores do que algumas (ou todas) tramas desses filmes:

"Titanic"

Garota riquinha conhece rapaz pobre. Eles se apaixonam e as coisas esquentam. Ele é o rei do mundo! O navio afunda! Eles conseguem sair dessa em um pedaço de madeira flutuante. Há espaço suficiente para os dois, mas ela ocupa todo o lugar e ele morre. Rude. Um século mais tarde ela está velha e possui um enorme colar de diamantes (?) -Alexis Kleinman

"Os Goonies"

Há um grupo de crianças e uma delas é gorda, o que era engraçado nos anos 80. Suas vidas são chatas e elas encontram uma casa abandonada e assustadora e saem gritando. Elas nunca dizem morte. O garoto gordo cresce e se torna um ídolo dos jovens e se casa com uma supermodelo dos anos 90, enquanto o resto do grupo cai nas garras do tempo. –Meredith Melnick

"Star Wars"

Já ouvi muito sobre "Star Wars" esses anos todos e eu já assisti o "S.O.S. - Tem um louco solto no espaço", mas, na realidade, isso não me ajuda muito. Eu sei que "Star Wars" começa com créditos rolantes que dizem: "Em uma galáxia muito, muito distante ..." E tem também esse cara, o Han Solo (o personagem principal) e ele é um cara bom, sabe. Eu acho que ele provavelmente luta pelo universo (?) Ele ama a Princesa Leia. Ele tem uma turma de amigos, o R2D2 e o Chewbacca, que fala muito engraçado e diz coisas do tipo "eu ama paz Chewbacca diz" ou algo desse tipo. Hans tem que lutar para salvar alguém ou algumas pessoas, então ele assume Darth Vader (que tem uma respiração pesada). Quando eles estão em uma luta épica com os sabres de luz, de alguma forma eles percebem que estão relacionados. E é aí que o vilão Darth diz: "Luke, eu sou seu pai". - Carly Ledbetter

"A Princesa Prometida"

Uma linda jovem, que mais tarde se torna Jenny em "Forrest Gump", é prometida em casamento para um gigante com quem ela não quer se casar. Ela conhece o príncipe com quem ela quer se casar, mas então surge uma guerra e o príncipe tem que lutar por sua honra de alguma forma. Ele ganha a guerra e daí ela percebe que era tudo culpa do gigante mágico. Eles vivem felizes para sempre. -Kate Palmer

"Avatar"

Pouco tempo atrás, em uma galáxia próxima da nossa vivia uma raça de humanoides selvagens chamada Avatares. Eles pareciam muito com um bando de homens magros que sofreram um terrível acidente onde fabricam as crianças azuis do Sour Patch Kids, um doce americano em formato de crianças, com um cabelo que faria Jack Sparrow feliz. Por conta de um destino cruel a atmosfera no planeta deles está se tornando cada vez mais venenosa e ameaça matar toda a vida que existe lá. E assim vemos como dois Avatares particularmente ambiciosos - uma senhora e um cavalheiro - lideram um árduo esforço para salvar o tão amado e sem graça lar usando arcos e flechas. Será que eles vão se apaixonar? Provavelmente. Será que vai dar certo? Existe uma continuação que sairá em mais alguns anos, então, é possível. Será que eles vão aprender uma lição importante na conservação do meio ambiente? Sem dúvida. -Sara Boboltz

"Scarface"

"Scarface" é o típico filme de gangster/mafioso com Al Pacino como o chefão (?) com uma mulher bonitona, interpretada por Michelle Pfeiffer (em seu papel de estreia). Há muito sexo e drogas (cocaína, com certeza) no meio, junto com muita violência e sangue. Oh e o Al Pacino tem uma cicatriz no seu rosto, ou ele a adquire em algum momento do filme. Ele também diz a sua famosa frase "Digam oi para o meu amiguinho". FIM.

(Observação: eu sei que este filme foi mencionado na “banheira de hidromassagem” da versão clipe da canção "Heartbreaker" de Mariah Carey.) - Julia Brucculieri

"Thelma e Louise"

Eu imagino que "Thelma e Louise" se parece bastante com o clipe de Beyonce e Lady Gaga "Telephone". Não é mesmo? Duas mulheres vestidas provocativamente, dirigindo um Cadillac pelo deserto e fazendo justiça com as próprias mãos. É o tipo de filme que você deve assistir com seu melhor amigo em uma noite de sexta-feira - quando tudo que você quer fazer é beber vinho branco e olhar para um Brad Bitt antes da Jennifer Aniston e Angelina Jolie - Christine Roberts.

"Frozen"

Josh Gad é um boneco de neve ou algo do tipo (?) E há duas meninas brancas bonitinhas que ficam sorrindo maliciosamente. Eeeeee uma delas consegue congelar as coisas com as mãos. -Alexander Eichler

"As Patricinhas de Beverly Hills"

Alicia Silverstone é uma loira de cabelo liso que usa mini saia e saltinho. Estava na moda na década de 1990, aparentemente. O filme é baseado em algum filme de Shakespeare e muitas vezes citado nas conversas da vida real, exceto pelas referências que eu perco porque eu não sei nada sobre este filme. Está no Netflix. -Alexandra Ma

"O Exorcista"

Tudo o que eu sei sobre "O Exorcista" eu aprendi assistindo paródias ou cópias descaradas de "O Exorcista". Sendo assim, segundo um episódio bem assustador de "Os Simpsons", o filme é sobre um cara que faz a sua cabeça girar 360 graus no seu pescoço em uma tentativa de convencer a família que ele precisa ficar em casa doente. Na maior parte do filme ouve-se uma trilha sonora que são duas notas agudas de um piano, várias vezes, que faz com que você deseje de alguma forma cobrir seus ouvidos e seus olhos. É melhor assistir durante o dia ou com as luzes acesas, ou, de preferência, os dois. -Maddie Crum

"O Abutre"

Um jovem despretensioso, memoravelmente interpretado por Jake Gyllenhaal, descobre lentamente que ele, inexplicavelmente, está se transformando em um mutante do "X-Men". Ele encontra conforto na sua transformação, assumindo um novo nome (Noturno!) e embarca em uma vida dupla de vigilante noturno enquanto concilia o seu trabalho diurno como caixa de banco. Mas seus colegas de trabalho não conseguem aceitar a sua nova identidade - particularmente a sua pele azul, parecida com um lagarto e a cauda pontiaguda - e o Noturno decide deixar pra lá. Quando os créditos aparecem, ele está atravessando uma paisagem estéril em busca do Professor X e seu grupo militar de super-humanos. Eu sinto no ar uma continuação!!!! -Catharine Smith

"Mais um Verão Americano"

Acontece o seguinte e este é o motivo do filme ser bom: alguns artistas bonitos e que nunca parecem envelhecer passam a ser famosos (é, são vocês mesmo: Amy Poehler, Paul Rudd, Elizabeth Banks e Bradley Cooper) e de alguma forma se juntam e formam a turma do acampamento de verão mais bonito de todos os tempos. (Mas, pelo que eu sei, não há orientadores de acampamento no Reino Unido e na Austrália que ganham menos do que um salário mínimo para experimentar os EUA e aumentar os níveis de gostosura-per-capita em áreas arborizadas - por isso, para mim, isso não é uma representação verdadeira da equipe de uma temporada de acampamento de verão, para ser bem sincero.)

Muitas palhaçadas acontecem e as pessoas me disseram que a história e a cinematografia não são tecnicamente excelentes, mas é também ótimo e sendo eu alguém que passou uns bons em acampamento eu preciso realmente assistir pois aí eu vou entender mesmo e tatuar o roteiro no meu corpo, na certa. Além disso, o Paul Rudd é um modelo de robô secreto que faz com que os seres humanos mortais se sintam mal, certo?! Cara parece ótimo. -Jill Capewell

"Matrix"

Entendo que "Matrix" é um filme de ficção científica que se resume a escolher a pílula da cor certa e correr por lasers verdes. O filme se passa em um futuro distante, quando o herói, Keanu Reeves, descobre que a realidade que nós pensamos que estamos vivendo é uma grande mentira - todos nós estamos realmente olhando para telas. Assim, ele viaja pelos tubos da Internet para passar a verdadeira história e espalhar a notícia. Então, o chefe da missão diz que ele pode tomar um comprimido para sair ou um para esquecer que sua vida é toda uma mentira. Nunca descobrimos qual das duas ele toma. -Hollis Miller

"O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel"

Os Hobbits vão para Isengard! E Mordor! Ou algo assim! Pela trilha sonora com um som pesado de flautas você espera que este filme seja uma divertida brincadeira pela floresta, mas fica escuro rápido demais. Rápido demais mesmo. Antes que você perceba, as árvores estão falando entre elas e Gandalf fica preso em uma torre pelos senhores do mal de Mordor. Frodo, o Hobbit, coloca um anel e viaja pelo deserto para salvar o mundo inteiro com seu amigo chato Sam, que tem de acompanhá-lo por razões inexplicáveis. Ao longo do caminho, os dois encontram uma criatura tipo Dobby que curte batatas e parece um Gremlin calvo e magro que confusamente é ao mesmo tempo rude e legal. Se você estiver interessado em uma versão piorada de "Harry Potter", "A Sociedade do Anel" é do gênero de fantasia juvenil que não dá pra perder! -Julia Bush

"Harry Potter e a Pedra Filosofal"

Evidentemente eu não vi nenhum dos filmes da série "Harry Potter". É, eu sei... Mas o que eu realmente sei, ou pelo menos acho que sei, porque um desses "Harry Potters" achou de forma enganosa seu caminho para a lista de 10 filmes de maior bilheteria de todos os tempos (que significa que está em todas as partes) é que Harry Potter é uma criança meio bruxa. Ele cresceu pobre e triste como o garoto de "Willy Wonka", só que sem o amor. Ele tem uma tatuagem de raio na testa e quando ele é enviado para um internato, porque, como mencionado, ninguém o ama, ele descobre que pode fazer mágica. Algumas palavras que eu acho que eu peguei são Dumbldore, Mordor, Butterfinger, Muggle e Hermione. O motivo de existir mais de um filme foge da minha compreensão, mas é ótimo para você, JK Rowling. -Liat Kornowski

"Interestelar"

Oi, meu nome é Lauren Duca e eu nunca vi "Interestelar" porque eu geralmente acho que filmes sobre o espaço que não são "Star Wars" devem ser mais um lixo popular. Sem nunca ter visto "Interestelar" eu sei que na trama há uma jovem Anne Hathaway e um homem de idade média, o Matthew McConaughey, que formam um vínculo de pai e filha. Logo, Anne Hathaway cresce e Matthew McConaughey fica um pouco mais velho, mas não muito mais velho aparentemente (?) A partir daí a trama continua da seguinte forma: EUA. EUA. Espaço. EUA. A questão de sabermos se a humanidade sobreviverá ou não ??? EUA. EUA. Espaço. EUA. EUA. E, depois, o filme acaba com a humanidade toda sobrevivendo (!!!) e o McConenhunexo também. -Lauren Duca

"A Origem"

Oh, o mais bizarro de todos! No filme "A Origem", o personagem de Leonardo DiCaprio experimenta a vida dentro de um sonho dentro de um sonho dentro de um sonho. O filme é um thriller, porque cada vez que você acha que a ação está acontecendo na realidade, ela está realmente acontecendo em um sonho! A trama de "A Origem" é sinônimo da palavra "meta". -Kate Bratskeir

"A Cor Púrpura"

Depois de cair no sono durante a versão da Broadway de "A Cor Púrpura", eu ainda não faço a menor ideia do que se trata esse filme. Tudo que sei é que ele é dirigido por Steven Spielberg e tem artistas como Whoopi Goldberg (que ganhou um Globo de Ouro de Melhor Atriz em 86) e Oprah Winfrey. Ah, e tem esta frase famosa: "VOCÊ DISSE PRA HARPO BATER EM MIM!?!?"-Brennan Williams

"Veludo Azul"

Eu acho que você não pode ser fã de David Lynch se ainda não viu "Veludo Azul". Bom, é o que dizem os meus amigos. Segundo a Netflix, o filme segue um misterioso assassinato em uma pequena cidade. Então eu imagino que este seja o filme que originou "Twin Peaks" no qual conhecemos a história real do agente especial do FBI Dale Cooper. (Laura Dern, Laura Palmer. Oi?) Depois de voltar pra casa, para cuidar de seu pai que está envelhecendo, o agente Cooper - que por alguma razão desconhecida recebe o nome de Jeffrey - descobre uma orelha decepada aleatória, iniciando assim não só uma obsessão pela aplicação da lei, mas também um gosto por donuts. Isabella Rossellini é obviamente Log Lady, que nesta fase da vida pode ou não estar usando um monte de roupas azuis, mas que certamente ainda não está apaixonada pela conexão com uma vidente. Dennis Hopper é o Killer BOB drogado, literalmente. Todos eles ficam juntos em uma boate. Alguém lê os lábios de Roy Orbison na sua canção "In Dreams". É incrível. -Katherine Brooks

"O Exterminador do Futuro"

Todos - inclusive eu! - já assistiram "O Exterminador do Futuro 2: O Dia do Julgamento" que talvez seja a razão para nunca assistir o original. Meus amigos dizem que eu tenho que assistir. Imagino que seja bom, mas provavelmente um pouco mais lento, menos refinado e consistente do que a sequência. Provavelmente mostra mais cabelos também. Aposto que ainda me assustaria. -Damon Beres

"O Poderoso Chefão"

"O Poderoso Chefão" é supostamente um filme sobre mafiosos italianos e suponho que eles morem em Nova York (ou talvez Long Island) porque 45 por cento de todos os filmes são em Nova York (ou talvez Long Island) e os outros 45 por cento são em Los Angeles e ninguém nunca faria um filme de gangster em Los Angeles, a menos que você conte "Pulp Fiction", que não é o caso.

Este filme é um clássico, o que significa que realmente existe algo muito bom nele, e que provavelmente há um filtro no Instagram-like sobre isso. Vou tentar adivinhar "Valencia", mas poderia ser mais um efeito "Earlybird". Bem escuro, entretanto. Escuro mesmo. Aposto que os sotaques são muito bons também. Nada daquela besteira dos "Os Bons Companheiros".

OK, a trama. É um filme de gangsters e quando você vê um filme desse tipo, você já viu todos eles. (Não me culpe por dizer a verdade.) Então, basicamente, todo mundo está feliz e os gangsters são pessoas fazendo o seu papel de gangsters, oras. Às vezes, eles precisam "apagar" as pessoas, mas existe um código e todos eles curtem viver essa escolha. Afinal, estes são bons italianos. É coisa da família.

Mas então, algo bem zoado acontece, ou seja, alguém quebra o código. Pelas drogas, provavelmente. O Poderoso Chefão (imagino que é o apelido para o chefão e não um padrinho, embora isso seja bacana) é louco, e ele diz: "Nós precisamos trazer a nossa sociedade de volta à ordem" e já que eles são gangsters eles fazem isso para matar um monte de gente. Em algum momento uma mulher chora e as crianças se escondem atrás de uma porta. "Eu sinto muito querida" diz um personagem que mostrou alguma promessa no filme, mas cuja carreira nunca se materializou, diz à sua esposa, que é tão bonita que é tipo por que ela se casou com um gangster? "Não era para ser assim."

Desde que existem "O Poderoso Chefão II" e "O Poderoso Chefão III" eu suponho que "O Poderoso Chefão" sobreviveu e que, eventualmente, as coisas voltem ao normal um pouco, mas de qualquer forma as coisas nunca serão as mesmas. A Velha Ordem acabou e existem novas regras agora. Provavelmente há tipo uma reorganização dos gangsters e há um cara que está com fome de poder e aquele cara se torna a base de "O Poderoso Chefão II". Oh, e eu aposto que há um monte de charutos e fumaça de cigarro neste filme. Rolem os créditos. - Maxwell Strachan

Obviamente, agora eles têm que assistir. Fiquem de olho para saber mais!

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

Tradução: Simone Palma