NOTÍCIAS
18/08/2015 22:36 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Câmara aprovou: Seu FGTS vai render como poupança

ITACI BATISTA/ESTADÃO CONTEÚDO

O FGTS poderá render tanto quanto a poupança em quatro anos. Isso se a proposta aprovada pela Câmara na noite desta terça-feira (18) foi aceita pelos senadores. De acordo com o texto, a partir do próximo ano, o rendimento do fundo já será maior.

Os deputados negociaram uma proposta com o governo que muda o índice de correção do fundo escalonadamente até 2019. Dos atuais 3% mais a taxa referencial (TR) passará para 4% mais TR. Em 2017, será de 4,75% e TR e em 2018, de 5,5%. Dessa maneira, em 2019 chegaria a um percentual semelhante ao da poupança, de 6,1%.

De acordo com o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), a transição vai permitir que a carteira de ativos do FGTS se adapte à nova remuneração sem o sofrimento de correções imediatas que incidiriam inclusive sobre saques.

Depois de um dia de muita negociação, o líder do governo, José Guimarães (PT-CE), comemorou o resultado. “Avançamos no que foi possível.” O temor do governo era a mudança fosse imediata, pois o lucro nos depósitos nas contas de FGTS é usado para financiar programas habitacionais, como o Minha Casa, Minha Vida.

Para o deputado Esperidião Amin (PP-SC), a proposta resgata um direito do trabalhador. “É uma poupança compulsória, deveria render como tal.” Moroni Torgan (DEM-CE) corroborou a declaração de Amim. Segundo ele, é preciso dar ao povo o que é do povo. Ele acusou o governo de usar o Minha Casa, Minha Vida como desculpa.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: