NOTÍCIAS
16/07/2015 09:18 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Após vitória no Pan, CBF tenta usar Twitter para ‘exorcizar' 7 a 1 na Copa e acaba recebendo enxurrada de críticas

As meninas da seleção brasileira de futebol detonaram o Equador em sua segunda partida nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá. Com cinco gols da atacante Cristiane, o Brasil fez 7 a 1 para cima do Equador.

Nas redes sociais, foram muitos os elogios para a atuação das brasileiras. O mesmo não pode ser dito quando o assunto envolve o Twitter oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que acompanhou o jogo em tempo real com vários tweets.

Em um deles, a CBF parece ter tentado usar o show das meninas no Pan para ‘exorcizar’ outro 7 a 1 mais famoso: aquele aplicado pela Alemanha há pouco mais de um ano, na Copa do Mundo de 2014, no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Naturalmente, os internautas não encararam muito bem a ‘brincadeira’ e não foram poucas as críticas.

Internautas não perdoaram ironia da CBF (Reprodução/Twitter)

Voltando para dentro das quatro linhas, a surra nas equatorianas foi a segunda vitória do Brasil que, na estreia no último sábado (11), bateu a Costa Rica por 3 a 0. A seleção volta a campo no domingo (19), às 21h35 (de Brasília), quando enfrenta o Canadá. O jogo vale a liderança do Grupo B.

Entre os homens, a seleção busca a segunda vitória no Pan nesta quinta-feira (16), diante do Peru, às 18h35 (de Brasília).

ATUALIZAÇÃO: Por volta das 16h30 desta quinta-feira, o departamento de comunicação da CBF enviou um posicionamento da entidade sobre o polêmico tweet. A íntegra da nota está abaixo:

"A vitória da Seleção Feminina, nesta quarta-feira, nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, foi um excelente resultado e a atacante Cristiane fez cinco gols com a camisa do Brasil, marca que só havia sido alcançada por Evaristo de Macedo e Marta. Os torcedores têm o direito de opinar da maneira que acharem melhor e o uso desses comentários para avaliar a postagem é normal. Mas observamos que o mesmo tweet foi “favoritado” por 219 pessoas. Esse número também deveria ter sido informado. Quanto ao momento, sabemos que as derrotas fazem parte da história, como as grandes conquistas. Os resultados ruins não podem – e não serão – esquecidos. Mas vitórias devem ser celebradas e o triunfo da Seleção Feminina mereceu a comemoração nas redes sociais, ambiente de informação e entretenimento."

LEIA TAMBÉM

- Brasil tem o melhor dia no Pan de Toronto e ganha ouro em natação, canoagem e judô

- Flávia Saraiva: 15 anos, 1,33 m, 32 kg e uma medalha de bronze no Pan de Toronto

- Curta sua vida como o ministro do Esporte está se divertindo no Pan

- Ser gay é lindo em Toronto. Cidade quer Panamericano 'mais LGBT da história'