COMPORTAMENTO
08/07/2015 20:08 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:38 -02

Esta mulher terminou um relacionamento abusivo e pede que você faça o mesmo (VÍDEO)

"Eu pensei muito sobre fazer e publicar este vídeo. Mas finalmente decidi fazê-lo. Eu preciso disso por mim e pelo meu filho. Eu preciso compartilhar esta história com mulheres que estão aí fora". É desta forma que a blogueira Emma Murphy, de 26 anos, começa o vídeo em que revela que foi vítima de violência doméstica durante anos.

Murphy, que mora em Dublin, na Irlanda, publicou o vídeo em sua timeline do Facebook no dia 7 de julho com a intenção de aumentar a conscientização em torno da violência doméstica sofrida por grande parte das mulheres no mundo e espera conseguir que sua história ajude outras mulheres, assim como ela, a terminar este ciclo de violência nos relacionamentos.

“Apenas uma vez já é inaceitável“, diz Murphy no vídeo. E continua: “mas fazer com que você sinta que isso é aceitável é ainda pior. Fazer com que você se sinta paranoica e insegura. Isso é tortura mental, e nenhum homem deveria fazer isso com nenhuma mulher“.

Assista ao vídeo (a história continua abaixo):

I thought long and hard before posting this video, this is very difficult for me but I have to do what is RIGHT, if you...

Posted by Emma Murphy on Segunda, 6 de julho de 2015

A blogueira conta que descobriu que seu parceiro a estava traindo e, apesar de ele sempre negar, meses depois uma mulher ligou para ela dizendo que estava grávida . O que resultou em um estresse tão grande que, Murphy, que também estava grávida, acabou fazendo uma cesárea de emergência. Apesar de tudo, ela o aceitou de volta e a violência se intensificou.

Na publicação, Murphy ainda escreveu:

“Eu pensei muito antes de publicar este vídeo, isso é muito difícil para mim mas eu tenho que fazer o que é CERTO. Se você conhece alguém que está numa situação parecida, por favor, compartilhe este vídeo para inspirar outras mulheres no mundo todo. Violência NÃO é a resposta!”.

O vídeo tem mais de 117 mil curtidas, 66 mil compartilhamentos e 11 mil comentários, inclusive, com outras mulheres agradecendo pela coragem de Murphy.

Você é uma vítima de violência doméstica? NÃO silencie: Veja como procurar ajuda.