NOTÍCIAS
06/07/2015 21:31 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:38 -02

Alimentos inflamatórios: 9 piores comidas para inflamações

Flickr

Embora ela não faça você se sentir cálido e confortável, a inflamação é uma resposta totalmente saudável do corpo às lesões e infecções, uma forma de defesa ao enviar células imunes e nutrientes essenciais para as áreas que mais precisam delas.

Como essas células lutadoras chegam lá? Por meio de um aumento do fluxo sanguíneo, que por sua vez cria a vermelhidão, o calor, o inchaço e a dor, que você provavelmente associa com a palavra "inflamação".

Digamos que você corta o seu dedo e observa que ficou um pouco vermelho. "Isso é uma inflamação", diz Dee Sandquist, porta-voz da Academia de Nutrição e Dietética dos Estados Unidos.

"Isso ajuda a curar o seu dedo."

No entanto, um pequeno corte que cura com o tempo é completamente diferente de um estado de inflamação crônica. Isso, de fato, pode ser muito perigoso.

Quando a inflamação como resposta imunológica não é "desligada" nunca, por assim dizer, a constante produção de células do sistema imunológico pode causar danos permanentes, levando ao câncer, doenças cardíacas, artrite e mal de Alzheimer, entre outros problemas de saúde.

"Quando não vemos o sistema inflamatório desligar, acabamos em um estado prejudicial", diz Julie Daniluk, nutricionista holística e autora de Meals That Heal Inflammation (“Comidas que curam as inflamações”, etl.*).

As causas da inflamação crônica podem variar de pessoa para pessoa, mas incluem excesso de peso, estresse e até mesmo respirar o ar poluído, informou o site Women’s Health.

Opções de estilo de vida como fumar ou a falta de exercícios físicos, também desempenham o seu papel. "O estilo de vida sedentário, a falta de sono - nós temos esses agentes agressores repetitivos que aumentam a inflamação a longo prazo", diz Jessica Preto, autora de The Anti-Inflammatory Diet and Recipe Book (“O Livro de Dietas e Receitas Anti-inflamatórias”, etl.*).

Os alimentos que nós escolhemos comer - ou não comer - também podem afetar a inflamação. Ingerir uma boa quantidade de frutas, legumes, cereais integrais, carnes magras e ácidos graxos omega-3 - parecido sim com a dieta mediterrânea - que sabe-se ter efeitos anti-inflamatórios. "A dieta pode ter a função de proteção", diz Sandquist.

"Quando os nossos corpos estão bem nutridos, nós somos capazes de nos curar mais rápido ao cortarmos um dedo e talvez até mesmo prevenir a inflamação crônica." É provável que nenhuma comida seja a culpada por causar a inflamação, diz ela, mas a dieta no geral pode ajudar.

Por enquanto, as regras da dieta anti-inflamatória são simplesmente sugestões. É necessário mais pesquisas para compreender verdadeiramente a relação entre dieta e inflamação e, por sua vez, a doença, informou o site WebMD.

Ainda assim, existem algumas ideias gerais sobre que tipo de alimentos devemos evitar para manter a inflamação e as doenças fora do nosso radar. "Existem alimentos que pioram a inflamação porque eles próprios são irritantes", diz Daniluk.

Aqui estão alguns dos piores que você deve procurar evitar. Avise se nos esquecemos de alguns nos comentários.

(Tradução: Simone Palma)

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- 7 alimentos que podem acalmar o seu estômago após uma noite de excessos

- Oito alimentos que parecem saudáveis, mas não são

- Aprenda a congelar e descongelar alimentos da melhor forma