ENTRETENIMENTO
03/07/2015 18:07 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:38 -02

11 histórias sobre os Beatles das quais você nunca ouviu falar, baseadas nas primeiras entrevistas da banda

Fox Photos via Getty Images
1st November 1963: Two members of Liverpudlian pop group The Beatles, John Lennon (1940 - 1980), singer and guitarist, left, and Paul McCartney, singer and bass guitarist. (Photo by Fox Photos/Getty Images)

"Nós não queríamos parecer um bando de idiotas" - disse um muito jovem Paul McCartney.

O Huffington Post resgatou 11 curiosidades obscuras sobre os Beatles, retiradas das primeiras entrevistas da banda.

1. Os Beatles usaram roupas de couro no palco, praticamente da cabeça aos pés, por um bom tempo, o que McCartney disse que fez as pessoas rirem deles "muito mais do que o esperado."

Em uma entrevista concedida à BBC, em agosto de 1963 - George Harrison, John Lennon e Paul McCartney – comentaram sobre as primeiras ideias fashion que vinham de Hamburgo, na Alemanha.

Lennon não conseguia se lembrar qual deles foi o primeiro a usar uma jaqueta de couro, mas no fim todos compraram uma. Logo depois, quando tiveram um pouco mais de dinheiro, todos compraram calças de couro para as performances de palco.

"Foi um pouco antiquado, de qualquer forma - todos nós usando roupas de couro - e nós decidimos que não queríamos esse look ridículo ao voltar para casa", explicou McCartney sobre o motivo do couro não permanecer no vestuário do grupo. "

Era bem frequente as pessoas rirem. Era estúpido. Nós não queríamos parecer um bando de idiotas."

De acordo com a entrevista, o empresário deles, Brian Epstein, os convenceu de que o look deles era ridículo e sugeriu que vestissem trajes comuns.

"Então passamos a usar apenas o que pensávamos ser bons ternos e nos livramos de toda aquela roupa de couro. Só isso", disse McCartney.

2. Quando os Beatles começaram, eles fizeram um show onde tocaram músicas de fundo para uma stripper durante uma semana.

A Revista britânica New Musical Express, do editor Alan Smith, publicou uma entrevista com a banda, no início de fevereiro de 1963, que descrevia uma ocasião em que os Beatles tocaram músicas para uma stripper em uma boate de Liverpool.

Smith concluiu o artigo dizendo que a banda tinha um futuro promissor, mas que eles não se esqueceriam tão cedo de suas raízes - tocando para a stripper.

Esta história tornou-se uma espécie de lenda desde então, sendo que agora não está mais claro se o nome da stripper era Janice ou Shirley, mas independente de termos todos os detalhes picantes, parece que o incidente ocorreu no verão de 1960.

Dizem que o empresário da banda na época, Allan Williams, ganhou uma boa grana para que a banda tocasse o repertório da stripper por uma semana inteira. Aparentemente, enquanto eles tocavam, a stripper dançava e se curvava na frente da banda.

Como na época eles eram adolescentes, isso, mais do que qualquer outra coisa, só serviu para constranger os jovens rapazes.

3. Na primeira entrevista de rádio da banda, Paul disse que John com certeza era o líder.

O autor dos Beatles, Mark Lewisohn, afirma que a primeira entrevista de rádio que a banda deu foi em 1962, para uma pequena estação da Inglaterra chamada Clatterbridge Radio. Ringo Starr tinha acabado de se juntar ao grupo.

Quando o entrevistador perguntou a George Harrison se ele era o líder do grupo, porque ele tocava guitarra, Harrison explicou que não, e McCartney logo esclareceu: "Vejam, ele é solo de guitarra. John é, de fato, o líder do grupo".

Mais tarde, McCartney daria uma opinião um pouco diferente sobre o seu líder:

John costumava dizer: "Eu sou o líder deste grupo!" e nós costumávamos dizer, "É só porque você grita muito mais alto do que todos!" Não que nós não soubéssemos fazer isso, é que ninguém queria gritar e ficar tão nervoso quanto ele.

4. A banda atribuiu seu carisma único e icônico a um "cara" aleatório de Hamburgo.

Na mesma entrevista para a BBC, de 1963, Harrison explicou como a banda achava que tinha conseguido o estilo que é a sua marca registrada.

Nós tínhamos ido para Hamburgo. Eu acho que foi lá que nós encontramos o nosso estilo... nós desenvolvemos o nosso estilo por causa desse cara.

Ele costumava dizer, 'Você tem que fazer um show para as pessoas.’ E ele chegava todas as noites gritando 'Mach schau! Mach schau!' Então nós também fazíamos mach schau e John costumava dançar como um gorila, e nós todos, sabe, batíamos cabeça juntos e coisas do tipo.

5. Na época do seu lançamento, McCartney admitiu que a canção "She Loves You" foi escrita no último minuto.

O jornalista sueco Klas Burling entrevistou a banda em agosto de 1963, o dia em que o "She Loves You" foi lançada no país de origem do grupo.

Burling conseguiu que McCartney explicasse a história de como a música apareceu, que aparentemente ficou bem guardada na sua memória. "Tínhamos cerca de três dias para escrever uma música", ressaltou McCartney. "Nós tínhamos uma data de gravação definida de três dias a partir dessa data."

McCartney disse a Burling que ele e Lennon foram para um hotel e reservaram um quarto. "Nós decidimos ali que tínhamos que escrever uma canção com muita rapidez", disse McCartney. Felizmente o plano funcionou mesmo com o tempo limitado.

"No fim tivemos uma ideia. ‘She Loves You’ apareceu, sabe. Foi sorte", disse McCartney.

6. Little Richard disse certa vez: "Se eu não tivesse visto com meus próprios olhos, eu teria pensado que eles eram uma banda de negros lá do meu país."

Alan Smith escreveu, em entrevista ao NME, que ele também falou sobre a próxima banda de sucesso com Little Richard, uma lenda do rock, que muitos ainda citam ter sido uma grande influência para os Beatles.

Da entrevista:

Falando sobre o Little Richard, a estrela do rock que se tornou um dos maiores fãs dos Beatles durante sua recente visita, ele me disse:

"Eu nunca ouvi um som parecido vindo de músicos ingleses. Honestamente, se eu não tivesse visto com meus próprios olhos, eu teria pensado que eles eram uma banda de negros lá do meu país."

7. Os Beatles foram mesmo chamados de "Beat Brothers" no seu primeiro lançamento.

A capa do álbum chamado "My Bonnie" é, na verdade, o primeiro disco lançado comercialmente dos Beatles. Foi gravado em Hamburgo, em 1961, com o cantor inglês Tony Sheridan.

O crédito oficial para o single, junto com o lado B, "The Saints", era "Tony Sheridan e The Beat Brothers" ou em alemão - "Tony Sheridan und die Beat Brothers."

Esta mudança de nome foi aparentemente sugerida pela gravadora, como McCartney citou no livro The Beatles Anthology: "Eles não gostaram do nosso nome e disseram 'Mude para Beat Brothers; isto é mais para o público alemão' Nós aceitamos - era um álbum".

8. A primeira experiência de Lennon com drogas foi quando ele tomou benzedrina com a banda através de um inalador.

"As primeiras drogas que eu tomei, eu ainda estava na escola de arte, com o grupo - todos nós tomamos juntos - foi benzedrina através de um inalador," Lennon é citado dizendo isso no The Beatles Anthology.

Aparentemente, o poeta, da geração beat, Royston Ellis foi quem apresentou benzedrina para a banda quando o grupo o apoiava durante uma leitura de poesia.

9. Em um game show onde celebridades não muito importantes previam se seu álbum seria um sucesso, Lennon disse que Elvis seria apagado.

Lennon apareceu no programa da BBC "Juke Box Jury" no início de 1963 e foi convidado a avaliar várias músicas, inclusive "On Top of Spaghetti" de Tom Glaser e "Devil in Disguise" de Elvis Presley, que acabaram se tornando enormes sucessos.

Lennon criticou cada música que lhe apresentaram. Como reação à primeira canção de sucesso de Elvis, ele disse:

Bem, você sabe, eu costumava ser louco por Elvis, como todos os grupos, mas não agora. Eu não gosto disso. E eu odeio canções com "walk" e "talk" nelas - você sabe, essas letras.

She walks, she talks. Eu não gosto disso. E eu não gosto da batida dupla: doom-cha, essa batida. É horrível. (Pausa) Coitado do velho Elvis.

10. Os Beatles começaram realmente em uma fase experimental.

Voltando à entrevista ao NME de Alan Smith - Lennon falou sobre como o grupo inicialmente escreveu músicas mais experimentais, mas depois decidiram apenas pelos hits.

Falando sobre o sucesso de "Please, Please Me", Lennon disse: "Nós tentamos torná-la o mais simples possível. Algumas das coisas que nós escrevemos no passado têm sido ‘meio diferentes’, mas nós quisemos que esta aqui fosse para as paradas de sucesso.

"Se só mais algumas das primeiras canções meio diferentes tivessem sido gravadas, elas teriam sobrevivido."

Em outro ponto da entrevista, McCartney brincou sobre o sucesso recente da canção, "Nós já tivemos decepções antes, mas chegar ao No. 17 ‘pleased pleased us’!” (nos agradou muito!)

11. A banda não gostava de esportes, exceto a natação.

O correspondente da BBC, Phil Tate, entrevistou a banda no verão de 1963 e fechou sua entrevista com uma questão muito difícil, "Que tipo de hobbies e esportes vocês gostam?"

Lennon respondeu:

Bem, nenhum de nós é muito esportivo, sabe. O único esporte que nos importa é a natação. Nós não contamos como esporte, mas... e sobre hobbies, apenas escrever canções.

Bônus: Aqui está o que um Beatles antes da fama pensava sobre seu futuro e quanto tempo o grupo iria durar...

Em agosto de 1963, em entrevista à BBC, perguntaram para a banda como eles viam o seu próprio futuro e quanto tempo iria durar a sua fama.

Lennon respondeu à pergunta de quanto tempo a banda duraria dizendo: "Você pode ser cabeçudo e dizer: 'Sim, nós vamos durar uns dez anos.' Mas assim que você diz o que pensa: 'Vamos ter sorte se durarmos três meses', sabe."

McCartney disse que não poderia continuar tocando canções como "From Me To You" para sempre, mas estava preocupado, "Aos quarenta, podemos não saber mais como escrever canções."

Respondendo à pergunta sobre fama, Harrison disse: "Não sabemos - pode ser na próxima semana, pode ser daqui a dois ou três anos. Mas eu acho que nós estaremos neste negócio, pelo bem ou pelo mal, por pelo menos mais quatro anos."

"Eu sempre me imaginei tendo um salão de cabeleireiro", desejou Starr.

(Tradução: Simone Palma)

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- 5 coisas ‘sujas' que você não sabia sobre os Beatles

- 16 nomes de bebês que saíram direto das suas músicas preferidas dos Beatles (FOTOS)

- 12 tweets que comprovam: Paul McCartney sempre foi o beatle mais bacana