NOTÍCIAS
01/07/2015 12:31 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:34 -02

Obama anuncia reabertura de embaixadas em Cuba e EUA

MANDEL NGAN via Getty Images
US President Barack Obama (R) shakes hands with Cuba's President Raul Castro during a meeting on the sidelines of the Summit of the Americas at the ATLAPA Convention center on April 11, 2015 in Panama City. AFP PHOTO/MANDEL NGAN (Photo credit should read MANDEL NGAN/AFP/Getty Images)

O presidente dos EUA, Barack Obama, anunciou nesta quarta-feira (1) a reabertura das representações diplomáticas dos EUA em Cuba e de Cuba nos EUA.

A embaixada americana em Havana foi fechada há mais de 50 anos, durante a Guerra Fria, em 1961.

Segundo Obama, a reabertura é um "passo histórico na normalização com Cuba e seu povo, e inicia um novo capítulo na relação dos EUA com seus vizinhos".

O presidente também fez um apelo ao Congresso, de maioria republicana, para que suspenda o embargo que impede que americanos façam negócios no país. Obama afirmou que a política de isolamento não funciona, assim como "não funcionou por mais de 50 anos".

Recentemente, os EUA retiraram Cuba da lista de países que patrocinam o terrorismo.

"Essa é uma outra demonstração de que não devemos ficar presos no passado. Quando algo não esta funcionando, nós podemos e iremos mudar."

Segundo Obama, a reabertura das embaixadas vai intensificar o contato entre o governo e a sociedade civil dos dois países. O presidente também citou os interesses comuns das duas nações, como o contraterrorismo e a resposta a desastres. Ainda assim, Obama salientou que os países seguem divergindo em diversos pontos, e que nenhuma mudança se dá do dia para a noite.

"Acredito que termos sérias diferenças, como a liberdade de expressão e o acesso a informação".

De acordo com a rede ABC, o governo cubano anunciou que vai reabrir sua embaixada nos EUA no próximo dia 20.

Após quase 50 anos de rompimento e hostilidades, Obama e Raúl Castro anunciaram a retomada das relações diplomáticas em dezembro do ano passado.