NOTÍCIAS
25/06/2015 18:14 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:34 -02

De Buenos Aires a Paris: Veja quantas milhas você precisa para viajar para fora do País

Sylvain Sonnet

São Paulo - A quantidade média necessária de milhas para resgatar um bilhete de ida e volta para os Estados Unidos é de 56.524, quase metade da pontuação exigida caso o destino seja a Europa (101.620). Para viajar para a América do Sul, exigem-se em média 23.684 milhas por uma passagem de ida e volta.

As informações fazem parte de um levantamento feito pelo site Melhores Destinos, especializado em promoções de passagens aéreas, divulgado com exclusividade para EXAME.com.

A pesquisa mostra o número médio de milhas exigido em voos realizados para 10 destinos internacionais a partir de 17 cidades brasileiras, nos quatro principais programas de milhagem do país: TAM Fidelidade, da TAM; Smiles, da GOL; Tudo Azul, da Azul; e Amigo, da Avianca.

Em cada cidade foram simuladas viagens de ida e volta para 10 destinos internacionais: Miami, Orlando e Nova York, nos Estados Unidos; Madri, na Espanha; Milão e Roma, na Itália; Londres, na Inglaterra; Paris, na França; Buenos Aires, na Argentina; e Santiago, no Chile.

As simulações da pontuação necessária para voos de ida e volta para cada destino internacional foram feitas a partir das cidades de Belo Horizonte, Campinas, Rio de Janeiro, São Paulo, Vitória, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Brasília, Cuiabá, Goiânia, Belém, Manaus, Fortaleza, Natal, Recife e Salvador.

Para realizar a comparação, foram pesquisados voos diretos ou com escalas e conexões com intervalo máximo de cinco horas de duração. Voos com conexões mais longas somente foram considerados quando eram a única opção disponível durante o período. (veja mais detalhes sobre a metodologia da pesquisa).

Escolha exige pesquisa

A lista serve apenas como uma referência. Como a quantidade de milhas exigidas para resgate de passagens aéreas em cada programa pode variar a qualquer momento, é recomendável monitorar a pontuação necessária para resgatar bilhetes nos trechos e datas desejados.

Nos regulamentos dos programas, está previsto apenas um número mínimo e máximo de milhas que podem ser cobrados em voos próprios de cada companhia para o exterior, com exceção da GOL, que prevê apenas uma pontuação mínima que pode ser cobrada para cada destino.

Em voos de ida e volta para a América do Sul, a TAM pode cobrar de 14 mil a 100 mil milhas. Para viajar para os Estados Unidos, a pontuação necessária para resgate do bilhete no programa da companhia aérea varia entre 40 mil e 230 mil. O programa de fidelidade cobra entre 60 mil e 260 mil milhas para viagens de ida e volta para a Europa.

Na GOL, a pontuação mínima cobrada para voos de ida e volta para a América do Sul é de 12 mil milhas. Se o destino for uma cidade dos Estados Unidos, a GOL cobra, no mínimo, 70 mil milhas. Para viajar para os Estados Unidos, a Azul exige de 30 mil a 140 mil milhas. Em voos para destinos da América do Sul, a Avianca exige de 20 mil a 100 mil milhas.

Se o voo for realizado em companhias aéreas parceiras de cada programa, cada empresa estabelece uma quantidade mínima e máxima de milhas que pode ser cobrada em cada trecho ou exige apenas uma pontuação única e fixa. A exceção é o TudoAzul, no qual cada milha pontuada no programa é convertida em crédito no site ViajaNet para compra de passagens em empresas parceiras.

Veja, nas tabelas a seguir, o resultado completo do levantamento. Voos com escalas e conexões de mais de cinco horas de duração estão marcados com um asterisco.

O levantamento considerou voos das companhias aéreas responsáveis por cada programa e também de parceiras. Como a Azul não tem voos diretos entre Brasil e Miami, a simulação da pontuação exigida para viajar para a cidade americana considerou voos para Fort Lauderdale, localizada a 40 quilômetros da cidade.

Galeria de Fotos Quantas milhas precisa para viajar para fora do país Veja Fotos