NOTÍCIAS
18/06/2015 09:15 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:32 -02

Polícia dos EUA procura homem que matou nove pessoas em igreja de negros na Carolina do Sul

AP Photo

A polícia americana procura um homem acusado de matar nove pessoas durante um culto religioso uma histórica igreja afro-americana em Charleston, no Estado norte-americano da Carolina do Sul.

Gregory Mullen, chefe da polícia de Charleston afirmou que o atirador entrou na Igreja Metodista Episcopal Africana Emanuel durante uma aula de estudos bíblicos na noite de quarta-feira (17) e, cerca de uma hora depois, abriu fogo.

Sete pessoas morreram no local e duas foram levadas ao hospital - uma delas morreu e a outra segue internada. De acordo com a CNN, seis dos mortos eram mulheres, e três homens. Seus nomes ainda não foram divulgados, pois a polícia ainda busca pelos familiares de algumas das vítimas.

O suspeito foi descrito pela política como um homem branco de 21 anos, de cabelo loiro. Nesta quinta-feira (18), a polícia divulgou a imagem do suspeito. Segundo autoridades, ele ainda está pela região e é considerado "extremamente perigoso".

"Uma pessoa horrível entrar lá e matá-los é inexplicável, obviamente o ato mais intolerável e inacreditável possível", disse o prefeito de Charleston, Joe Riley. "A única razão pela qual alguém poderia entrar em uma igreja para atirar em pessoas orando é o ódio".

O ataque está sendo investigado como um crime de ódio.

Na madrugada desta quinta, vários membros da comunidade foram às ruas rezar e cantar. A igreja que foi palco do ataque é um símbolo da luta pelos direitos civis, e foi visitada por Martin Luther King na década de 1960.

At 1:30a, some folks are still gathered down the street from the church in Charleston, praying and singing worship songs. #cnn

Um vídeo publicado por Ashley Killough (@ashkillough) em

"Como todos que estão aqui fora, há um nó em nosso estômago ao pensar que isso pode acontecer com uma igreja", afirmou Dave Mack, amigo do pastor da igreja, à CNN.

(Com informações das agências de notícias.)