NOTÍCIAS
11/06/2015 13:12 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:31 -02

Piada sobre Joseph Blatter e Jêrome Valcke custa o emprego de Walter de Gregorio, diretor de comunicações da Fifa

Montagem/Reuters e YouTube

A Fifa anunciou nesta quinta-feira (11) que o diretor de Comunicações da entidade, Walter de Gregorio, deixou o cargo e seguirá apenas como consultor até o fim deste ano. A informação surpreendeu o mundo do futebol, já que Gregorio vinha servindo de ‘escudo’ do presidente da Fifa, o suíço Joseph Blatter.

Oficialmente, a Fifa informou que a saída do porta-voz se deu “em comum acordo”.

Todavia, um vídeo de uma entrevista de Gregorio concedida a um programa da TV suíça parece oferecer uma explicação mais clara sobre a sua saída da Fifa. Tudo por conta de uma piada que o agora ex-diretor resolveu contar:

“O presidente da Fifa Sepp Blatter, o diretor de Comunicação e o secretário-geral (Jêrome Valcke) estão sentados em um carro. Quem está dirigindo? A polícia!”, disse Gregorio.

Aos com conhecimento em alemão, deixamos o vídeo da entrevista na qual consta a piada (a partir do minuto 32).

É pouco provável que Blatter ou Valcke tenham achado graça. No comunicado da Fifa, o secretário-geral manteve o tom político. “Walter trabalhou muito duro nos últimos quatro anos e somos imensamente agradecidos por tudo que fez. Fico feliz por sermos capazes de continuar a contar com sua experiência até o final do ano”, comentou.

Gregorio foi o responsável pelas primeiras declarações oficiais da Fifa após as primeiras prisões de cartolas em Zurique, na Suíça, no fim do mês passado, como parte das investigações em torno de esquemas de corrupção envolvendo a entidade máxima do futebol mundial. Na ocasião, o porta-voz declarou que aquele “era um bom dia para o futebol” e que Blatter “estava tranquilo”, embora “não estivesse dançando em seu escritório”.

LEIA TAMBÉM

- Zico oficializa candidatura para a Fifa e Del Nero cria Comitê de Ética na CBF

- Se a Fifa quer mesmo se livrar da corrupção, ela pode começar com estes 8 passos

- Antes de prisão de Marin, atual presidente da CBF Marco Polo Del Nero chamou gestão do ex-mandatário de ‘exemplar'

- "Vejo com muita satisfação", diz filho de Vladimir Herzog sobre prisão de José Maria Marin por corrupção na Fifa

- Corrupção na Fifa: Alô Brasil, é hora de revisitar a CPI da Nike