COMPORTAMENTO
08/06/2015 17:14 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:24 -02

Por que este executivo abandonou os negócios para se tornar 'guru' da meditação

divulgação

Seis anos atrás algo mudou quando a mãe de Jason Garner, que sofria de câncer do estômago, deu seu último suspiro em seus braços.

Depois da morte dela, Garner, na época com 37 anos, voltou ao seu trabalho na gigante americana focada na promoção de eventos ao vivo, a Live Nation, onde ele trabalhava como chefe executivo da divisão de concertos. Ele não durou mais um ano lá.

"Eu percebi o quanto eu tinha programado inconscientemente a minha vida para dar orgulho à minha mãe, dar orgulho à sociedade, a fazer algo e ser uma pessoa boa", disse Garner, agora com 42 anos, ao jornal The Huffington Post, em entrevista esta semana. "Eu percebi que tinha que existir algo mais. Este vazio e a falta de realização que eu estava sentindo - tinha que existir algo mais".

Ele embarcou em uma jornada espiritual, meditando no Monastério de Shaolin, na China, e se conectando consigo mesmo. Agora ele administra uma empresa de consultoria na sua casa em Manhattan Beach, Califórnia. Ele se dedica a ensinar as pessoas do mundo dos negócios como meditar e encontrar o equilíbrio interior entre as necessidades de trabalho e as pessoais, mais espirituais.

"Como líderes de negócios, sabemos que se nós não cuidarmos da nossa força de trabalho, vamos acabar com uma força de trabalho doente e morta" disse Garner, autor de um livro sobre sua vivência intitulado... And I Breathed ("E Eu Respirei", em tradução livre). "A mesma coisa acontece com a força de trabalho que são as células do nosso corpo. Quando nós as alimentamos, elas respondem a isso".

Todos os anos, as empresas americanas perdem aproximadamente de $200.000 a $300 bilhões de dólares por problemas relacionados ao estresse dos trabalhadores. A meditação pode ajudar. Meditar por apenas 25 minutos todo dia, durante três dias direto, pode diminuir a quantidade de cortisol, o hormônio do estresse que o corpo produz, de acordo com um estudo de 2014 feito pela Carnegie Mellon University.

No entanto, nem todo mundo pode se dar ao luxo de deixar um trabalho bem pago para buscar a paz interior do outro lado do planeta. A Fortune Magazine destacou Garner duas vezes em sua lista anual dos executivos mais bem pagos com menos de 40 anos. Perto do fim do seu tempo, no cargo de executivo da Live Nation, ele supervisionou tours globais como o de Madonna e do The Police.

"Felizmente, eu trabalhei bem duro quando era jovem", disse ele. "Então, eu consegui usar bem o dinheiro que ganhei esses anos todos cuidando de mim e descobrindo essas coisas sobre mim."

Mas encontrar o equilíbrio espiritual não exige ir a um mosteiro chinês ou ter um compromisso integral de meditação, disse ele.

"A ideia de equilíbrio soa como se eu passasse de 10 a 12 horas por dia trabalhando. Será que eu preciso passar de 10 a 12 horas por dia fazendo algumas dessas atividades meio monge? De jeito nenhum", disse Garner. "Há algumas atividades realmente poderosas que você pode criar em sua rotina diária."

Comece o dia com a meditação, por exemplo. Pratique yoga depois do trabalho. Coma refeições nutritivas.

Ele comparou reatar um relacionamento com o corpo com a sensação de fazer as pazes depois de entrar em conflito com um chefe no trabalho.

"Se você para no escritório do chefe e diz, ei vamos dar uma maneirada, ele diz OK e você segue seu caminho bem", disse ele. "Nunca é tarde demais".

(Tradução: Simone Palma)

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- O que fazer quando se está perdido na vida e não se sabe o próximo passo

- Uma jornada pessoal em busca de outra medida

- A prática de meditação que vai te deixar mais saudável e focado