NOTÍCIAS
08/06/2015 21:32 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:24 -02

Menino da Costa do Marfim achado em mala reencontra a mãe

Um mês depois de ser descoberto dentro de uma mala na fronteira da Espanha, o jovem Adou Ouattara, de oito anos e originário da Costa do Marfim, reencontrou a mãe nesta segunda-feira no território espanhol de Ceuta.

Há um mês, uma mulher de 19 anos que havia saído do Marrocos tentou entrar no país com a criança, que foi detectada na máquina de raio-x. O menino ficou sob a guarda do serviço de proteção de menores da Espanha. A marroquina foi presa por crime contra os direitos de um cidadão estrangeiro, com o agravante de ter colocado em risco a vida de um menor de idade, informou o jornal El País.

A mãe de Adou deixou a Costa do Marfim no ano passado para encontrar o pai do menino, que já estava vivendo legalmente nas Ilhas Canárias, arquipélago espanhol localizado próximo à costa do Marrocos. O pai de Adou foi preso e acusado de abuso de direitos humanos por tentar contrabandear seu filho através da fronteira.

"Estamos muito felizes. Trouxemos o menino e também tentaremos trazer o pai", afirmou o advogado da família, Juan Isidro Fernández Díaz. "Pagamos a fiança e ele será libertado", afirmou à imprensa, em referência a Ali Ouattara, pai de Adou, que estava em prisão provisória desde 8 de maio.

Outros casos - Recentemente, as autoridades espanholas flagraram outras tentativas de entrar no país de forma não convencional. Um marroquino de 23 anos foi resgatado depois de passar quatro dias preso em um contêiner. Ele planejava entrar na Espanha a bordo de algum barco que partisse de Melilla, um enclave espanhol no norte da África. Em julho do ano passado, três imigrantes foram encontrados escondidos no fundo falso dos bancos de um carro que ia do Marrocos a Melilla.

LEIA MAIS:

- A África e o desafio do acesso à energia

- Pesquisadores acham destroços de navio negreiro português na África do Sul

- Em meio a protestos, Burundi anuncia adiamento de eleições