NOTÍCIAS
03/06/2015 18:03 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:19 -02

Senado quer Mujica em Brasília para esclarecer supostas declarações de Lula sobre mensalão

Montagem/Estadão Conteúdo

O ex-presidente do Uruguai José Mujica será convidado para prestar esclarecimentos ao Senado Federal sobre as declarações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que ele relata no livro “Uma ovelha nega no poder”, dos jornalistas Andrés Danza e Ernesto Tulbovitz.

No livro, Mujica diz que em um encontro que teve com o ex-presidente, em 2010, Lula disse que o mensalão era a única forma de governar o Brasil. “Neste mundo tive que lidar com muitas coisas imorais, chantagens. Essa era a única forma de governar o Brasil”, teria dito o ex-presidente.

De acordo com a publicação, a jornalistas, Mujica disse que Lula não é corrupto como Fernando Collor de Mello, e outros ex-presidentes brasileiros, mas viveu o mensalão com angústia e culpa. Em outro momento, o ex-presidente do Uruguai afirmou que nunca conversou com Lula sobre o mensalão.

As declarações de Mujica despertaram interesse no líder do DEM, senador Ronaldo Caiado(GO), autor do requerimento aprovado em votação simbólica. O ex-presidente do Uruguai não é obrigado a prestar esclarecimentos, mas Caiado acredita que ele não irá perder a oportunidade.

“Tenho a certeza de que Mujica não vai decepcionar os brasileiros e virá ao Senado esclarecer essa história. Ele como um defensor da ética e um homem que sempre condenou práticas corruptas não vai nos deixar sem explicações sobre o ocorrido”