NOTÍCIAS
03/06/2015 18:22 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:19 -02

Inventores criam lâmpada que só precisa da gravidade para funcionar

Divulgação

O que você faz quando chega em casa após o trabalho?

Acende a luz, coloca um prato de comida no microondas, liga o Netflix, põe o celular para carregar... Como todo mundo, certo?

Bem... Não como todo mundo. Hoje, 1,3 bilhão de pessoas dependem de lâmpadas de querosene para fazer qualquer coisa quando o sol se põe. Isso corresponde a uma em cada cinco pessoas no mundo. Só aqui no Brasil, cerca de 257.712 famílias não têm luz elétrica.

Acontece que, além de causar incêndios e uma cacetada de riscos à saúde, a querosene faz com que as famílias literalmente queimem uma boa parte de suas rendas, que são escassas.

Para tentar solucionar o problema, uma dupla de inventores criou um sistema chamado GravityLight. Trata-se de uma lâmpada alimentada pela força da gravidade, convertida em energia por um sistema de roldana.

Um peso de 11 quilos, preso a uma correia, faz girar uma polia. O movimento gera uma corrente que acende uma lâmpada de LED. O peso termina sua trajetória em até 30 minutos, e aí o usuário deve começar o processo todo manualmente. Mas o custo da energia é zero.

Esta é a segunda versão do GravityLight. A primeira, financiada por crowdfunding, foi testada em 1.300 casas, distribuídas por 30 países. O feedback foi positivo: 90% dos usuários disseram que substituiriam a querosene pelo sistema. Com as sugestões dos usuários, os inventores desenvolveram uma nova versão, mais eficiente e com iluminação mais forte.

Agora, querem juntar US$ 199.000 para financiar a produção do GravityLight 2.0 no Quênia, para criar empregos na região e movimentar a economia. Quer ajudar? Visite o site Indiegogo e faça sua doação.