NOTÍCIAS
03/06/2015 14:29 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:19 -02

Após prejudicar 500 mil paulistanos, greve chega ao fim

Montagem/Estadão Conteúdo

A paralisação que fechou quatro linhas de trem da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) em São Paulo, nesta quarta-feira (3) chegou ao fim no início desta tarde. Os funcionários da CPTM decidiram suspender a paralisação e as linhas já estão voltando a circular normalmente.

Mais cedo, usuários do trem depredaram a estação Francisco Morato da linha 7-rubi da CPTM, na qual a Polícia Militar foi acionada e utilizou bombas de gás lacrimogêneo para controlar a situação. Os usuários relataram que os ônibus, que serviriam como alternativa, já chegavam lotados no ponto e que era inviável utilizá-los.

As linhas afetadas foram 11-Coral, 12-Safira, 7-Rubi e 10-Turquesa.

Reivindicações

Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Ferroviários, Mauricio Alves de Matos, sempre houve distorção entre os benefícios aos metroviários e ferroviários. "Lá (metroviários) os benefícios são sempre maiores. Pedimos uma igualdade entre os benefícios e a reposta da CPTM foi reajuste de 8,25% para salário e benefícios, muito aquém do que a categoria esperava".

(Com informações Estadão Conteúdo e Agência Brasil)