NOTÍCIAS
02/06/2015 09:48 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:19 -02

Turista norte-americana é morta em ataque de leoa em parque na África do Sul

nhatinha/Flickr
07.05.2011_Lion Park@Joburg

Um leoa matou uma turista dos Estados Unidos e feriu um homem que dirigia em um parque privado em Johannesburgo nesta segunda-feira (1º), disse um funcionário do local.

O ataque ocorreu por volta das 14h30 (hora local), quando a leoa se aproximou do lado do passageiro do veículo, enquanto a mulher tirava fotos a uma curta distância, e então atacou, disse Scott Simpson, gerente-assistente de operações do Lion Park.

Simpson afirmou que o carro estava com os vidros totalmente abaixados, o que é contrário às normas do local. O animal mordeu a mulher pela janela, segundo ele. O motorista então tentou dar um soco no leão e acabando sendo arranhado.

Funcionários do parque rapidamente afastaram o leão do carro e uma ambulância chegou logo. "Infelizmente, ela morreu", lamentou Simpson. Antes da chegada do veículo, segundo o parque, funcionários do local prestaram os primeiros socorros à vítima. A embaixada dos Estados Unidos foi informada.

Lion Park é um destino turístico popular, onde os turistas podem dirigir seus próprios veículos em áreas abertas onde leões vivem livres. Simpson disse que o parque reverá suas políticas, mas na opinião dele as medidas de segurança já existentes são "mais que adequadas", caso sejam cumpridas pelos visitantes.

De acordo com o parque, há várias placas e avisos exigindo que as portas e as janelas dos veículos, além de funcionários do estabelecimento que orientam os visitantes neste sentido.

"Os leões são predadores e devem ser tratados com imenso respeito", afirma o comunicado divulgado nesta terça-feira (2) pelo Lion Park, que afirmou que o animal que matou a turista não será sacrificado e vai continuar sob os cuidados do parque.

Press Release: Lion Incident 01/06/2015The management and staff of SA Lion Park would like to extend their deepest...

Posted by Lion Park on Martes, 2 de junio de 2015

(Com informações do Estadão Conteúdo)