NOTÍCIAS
01/06/2015 12:16 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:19 -02

Pelé declara apoio à reeleição de Joseph Blatter, mesmo após escândalo na Fifa: "É melhor ter gente com experiência"

Enrique de la Osa/Reuters

O ídolo brasileiro do futebol Pelé, de 74 anos, está em Cuba junto com a delegação do New York Cosmos, que realiza na ilha um amistoso nesta terça-feira (2). E lá o Rei resolveu se pronunciar a respeito da reeleição do suíço Joseph Blatter para comandar a Fifa, mesmo depois de estourar uma investigação sobre o esquema de corrupção envolvendo dirigentes da entidade.

No desembarque em Havana, Pelé disse o seguinte aos jornalistas quando perguntado sobre a permanência de Blatter no cargo:

“Eu era a favor. Era preciso porque é melhor ter gente com experiência. Ele está lá há 25 anos, você tem que respeitá-lo. Foi uma eleição”, declarou, em reprodução publicada pelo GloboEsporte.com.

Conforme noticiou o Brasil Post na semana passada, Pelé e Ronaldo Fenômeno possuem boas razões para manterem uma boa discrição quando o tema é a corrupção na entidade máxima do futebol. O Rei, como já fizera antes da Copa do Mundo de 2014, preferiu manter o discurso de não misturar maracutaias de cartolas com o esporte mais praticado no mundo.

“Mais uma vez estamos aqui com o futebol para trazer paz e alegria ao povo”, comentou na véspera da partida que o Cosmos fará contra a seleção cubana. Tais declarações trazem à tona a passagem em que o ex-jogador e hoje senador Romário (PSB-RJ) sentenciou: “Pelé calado é um poeta”. Coincidentemente, o Baixinho quer ser o relator da CPI do Futebol, que deve ser instalada nesta semana no Senado.

Quando a Pelé, ele ajudou a converter o futebol em esporte popular nos Estados Unidos. Ele se aposentou dos gramados em 1977 jogando pelo clube norte-americano, no qual esteve por três temporadas. A visita do clube de Nova York é a mais notável realizada à ilha por uma equipe profissional norte-americana desde que o Baltimore Orioles, da Liga Profissional de Beisebol (MLB), jogaram em Havana em 1999.

(Com Reuters)

LEIA TAMBÉM

- Ameaça de bomba causa apreensão horas antes de votação na Fifa; Del Nero chega ao Brasil para defender CBF

- Romário emplaca CPI do Futebol e detona ex-presidente da CBF: 'ladrão'

- Ex-presidente da CBF José Maria Marin e outros seis dirigentes da Fifa são presos por corrupção em operação na Suíça

- Antes de prisão de Marin, atual presidente da CBF Marco Polo Del Nero chamou gestão do ex-mandatário de ‘exemplar'

- "Vejo com muita satisfação", diz filho de Vladimir Herzog sobre prisão de José Maria Marin por corrupção na Fifa

- Corrupção na Fifa: Alô Brasil, é hora de revisitar a CPI da Nike