ENTRETENIMENTO
28/05/2015 14:15 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:13 -02

Snoop Dogg diz que não vai mais escrever letras machistas, mas não se arrepende de tê-las feito

Kevin Winter/Getty Images

Em entrevista à Sky News, o rapper norte-americano Snoop Dogg, 43, disse que mudou seu modo de olhar mulheres. Ele aboliu de suas letras de música palavras como "bitch" ("vadia", em português) e "whore" ("puta").

"Definitivamente, minha atitude mudou em relação às mulheres. Sou mais sensível e vulnerável para escrever [minhas letras] e aceitar uma mulher por ela ser uma linda pessoa, em vez de dizer que ela é uma vadia ou uma puta, porque esse foi o treinamento que eu recebi quando comecei [minha carreira]".

Segundo o cantor – que, em mais de 20 anos de carreira, lançou 13 álbuns de estúdio e 127 singles –, a "evolução" aconteceu por causa de sua convivência com sua mãe, esposa e filha, e por encarar como seu "trabalho" ser uma "pessoa melhor".

No entanto, ele diz não se arrepender de ter sido machista em seu passado: "Não acho que você deve se constranger ou ficar bravo por não saber [sobre os efeitos do machismo na sociedade]. Se você não sabe, você não sabe".

"Isso deve ser copiado"

O funkeiro brasileiro Mr. Catra reagiu positivamente à fala de Dogg. Ele disse ao Zero Hora: "Isso tem que ser usado como exemplo, copiado por todo mundo, ainda mais no funk. As mulheres têm o direito de ser o que elas quiserem, de prostituta a presidente, e têm que ser respeitadas por isso".

Segundo o jornal, aparentemente, Dogg fez a ruptura com o histórico machismo no universo do rap ao ser desafiado por Pharrell Williams, produtor de Bush, disco do rapper lançado neste mês, a deixar de usar os termos ofensivos para mulheres.

No passado, Snoop Dogg foi criticado publicamente pela apresentadora Oprah Winfrey por suas letras misóginas.

LEIA TAMBÉM:

- 12 músicas que são extremamente machistas e que você canta sem perceber

- Girl Power: 8 músicas feministas que não podem faltar na sua playlist

- Maggie Gyllenhaal: 'Disseram que sou velha demais para ser par de um homem de 55 anos'