NOTÍCIAS
28/05/2015 13:02 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:13 -02

Senado aprova aumento de impostos sobre cerveja e cosméticos importados

QuinnDombrowski/FIickr

O Senado aprovou por votação simbólica, nesta quinta-feira (28), a Medida Provisória 668, que aumenta impostos sobre mercadorias importadas, como cerveja, cosméticos e produtos farmacêuticos.

O texto aprovado aumenta de R$ 1,65% para 2,1% a alíquota do PIS-Pasep para a entrada de bens importados no Brasil. No caso da Cofins, a alíquota passou de 7,6% para 9,65%. Agora a medida segue para sanção presidencial.

A MP faz parte do pacote de ajuste fiscal do governo, inciado neste ano. Com impostos mais caros sobre os produtos importados, a estimativa do governo é que a arrecadação anual da categoria aumente em R$ 1,19 bilhão a partir de 2016. Só neste ano, o impacto será de R$ 694 milhões

Segundo o Senado, a iniciativa também pretende proteger a indústria nacional -- que já foi impactada pelo ajuste fiscal. Desde 1º de maio, passou a vigorar um novo modelo de tributação para bebidas frias, como cerveja, refrigerante, energético, entre outras. A nova tributação vai aumentar a carga do setor, em média, 10% até o final deste ano.

A expectativa do setor é que o aumento dos impostos impacte o preço final do produto, ou seja, o preço para o consumidor.