ENTRETENIMENTO
26/05/2015 12:15 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Polícia dos EUA vai investigar suposto homicídio na morte de B.B. King

(Reuters) - Autoridades do Estado norte-americano de Nevada disseram na segunda-feira que vão conduzir uma investigação de homicídio sobre a morte de B.B. King, que morreu neste mês aos 89 anos, após

ASSOCIATED PRESS
FILE-In this Aug. 22, 2012 photograph, the then 86-year-old B.B. King thrills a crowd of several hundred people at the annual B.B. King Homecoming, a free concert on the grounds of an old cotton gin where he worked as a teenager many years ago, in Indianola, Miss. Festival organizers said this year's festival was to have been a tribute to the then living King, who died May 14, 2015. Now they are calling it a memorial celebration. (AP Photo/Rogelio V. Solis, File)

Autoridades do Estado norte-americano de Nevada disseram na segunda-feira que vão conduzir uma investigação de homicídio sobre a morte de B.B. King, que morreu neste mês aos 89 anos, após duas filhas do músico afirmarem que o ídolo do blues foi assassinado.

O instituto de medicina forense do condado de Clark, em Nevada, disse em postagem no Twitter que recebeu jurisdição sobre o corpo de King e que os resultados da autópsia levariam no mínimo de seis a oito semanas.

Duas filhas de King, Karen Williams e Patty King, alegaram que ele foi envenenado, supostamente por dois sócios de longa data, incluindo um que possuía poder de advogado sobre os assuntos do cantor, relatou a Associated Press.

Leia também: Filhas de B.B. King dizem que cantor foi envenenado por empresária

"Acredito que meu pai foi envenenado e que recebeu substâncias estranhas. Acredito que meu pai foi assassinado", disseram as mulheres em notas contidas em documentos enviados para a AP pelo advogado delas.

As mulheres também disseram em vídeos postados online que membros da família King foram impedidos de visitar o cantor pelos dois sócios durante seus últimos dias.

Lenda do blues norte-americano, B.B. King morreu no último dia 14, em Las Vegas (EUA), por volta das 21h40 (hora local, 1h40 desta sexta-feira de Brasília), aos 89 anos. O músico, segundo o seu advogado, Brent Bryson, morreu tranquilamente em sua cama. Os preparativos do funeral já estão em andamento, informou Bryson.

King sofria de diabetes e mostrou declínio no seu estado de saúde no último ano. O bluesman desmaiou durante um concerto em Chicago em outubro passado - na ocasião, alegou que os motivos eram desidratação e exaustão. Ele passava por cuidados paliativos em sua casa, em Las Vegas.

Conhecido como o Rei do Blues, o músico, que inspirou gerações de guitarristas, incluindo o inglês Eric Clapton, vendeu milhões de discos em todo o mundo e ganhou 15 prêmios Grammy - além de ter sido incluído no Blues Foundation Hall of Fame and the Rock and Roll Hall of Fame.

LEIA MAIS:

- 9 curiosidades sobre B.B. King, o ‘rei do blues'

- Eric Clapton grava mensagem de despedida para B.B. King (VÍDEO)

- O dia em que vi B.B. King de perto