NOTÍCIAS
26/05/2015 15:56 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró é condenado a cinco anos de prisão por lavagem de dinheiro

DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO

O ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró foi condenado a cinco anos de prisão pelo crime de lavagem de dinheiro. A sentença foi dada nesta terça-feira (26) pelo juiz federal Sergio Moro, que conduz as ações da Operação Lava Jato, de acordo com informações do G1.

A condenação se deu por conta da compra de um apartamento em Ipanema, zona sul do Rio de Janeiro, atualmente avaliado em R$ 7,5 milhões. Segundo a denúncia do Ministério Público Federal, o imóvel foi adquirido pela Jolmey do Brasil pelo valor de R$ 1,5 milhão e reformado por R$ 700 mil.

Ainda segundo a acusação, o apartamento pertencia, desde o início, a Cerveró, e a Jolmey do Brasil era controlada pelo ex-diretor da Petrobras.

Cerveró está preso desde janeiro na carceragem da Polícia Federal em Curitiba e é réu em outras ações derivadas da Lava Jato.