COMPORTAMENTO
23/05/2015 16:23 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Irlandeses aprovam casamento gay em referendo e Constituição é alterada

Montagem/Reuters

A Irlanda se tornou o primeiro país do mundo a legalizar o casamento de pessoas do mesmo sexo em um referendo. A decisão, aprovada com mais de 62% dos votos, permite que a Constituição do país aceite que casais de gays e lésbicas se casem. No total, foram 1.201.607 votos a favor e 734.300 contra.

O resultado da votação representa uma mudança dramática para o país, que é tradicionalmente católico. De acordo com a BBC, o arcebispo católico de Dublin, Diarmaid Martin, acredita que o referendo reflete a opinião dos jovens. “Acho que a igreja realmente precisa fazer uma verificação da realidade”, afirmou. A igreja católica continua a decidir por conta própria se realizará as cerimônias de casamento ou não.

Também à BBC, o ministro da Saúde, Leo Varadkar, - que no início do ano se assumiu como primeiro ministro abertamente gay da Irlanda, considerou que o referendo mostrou que a diferença cultural entre áreas rurais e urbanas desapareceu e que o país fala uma só voz em favor da igualdade.

Com o resultado favorável, os casais de gays e de lésbicas passam a ter os mesmos direitos garantidos pelo texto constitucional que os casais heterossexuais têm.

A união homoafetiva já é legalizada no país desde 2010, o que dava proteção legal aos casais, mas poderia ser alterado a qualquer instante pelo governo. Agora, a Constituição só pode ser alterada novamente, para proibir o casamento homossexual, por meio da ação de voto popular.

Até 1993 ser homossexual na Irlanda era crime de ofensa. De acordo com o New York Times, a igreja continua a dominar o sistema educacional e o aborto permanece ilegal, exceto quando a vida da mãe está em risco.

LEIA MAIS:

- 'Sim' é maioria para aprovar o casamento gay na Irlanda, dizem ministros

- Irlandeses votam em referendo sobre casamento gay; veja as melhores reações na internet

- Irlandeses são encorajados a votar "SIM" no referendo do casamento gay por um vídeo inspirador