COMPORTAMENTO
17/05/2015 22:47 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Um anúncio perguntou: está com o 'corpo preparado para a praia'? Veja o que elas responderam

Twitter: EscapologistGI

Os anúncios apareceram pela primeira vez no metrô de Londres. Letras pretas em negrito contra um fundo amarelo, ao lado de uma modelo de biquíni, perguntavam: "Seu corpo está preparado para a praia?"

Na semana passada, o BuzzFeed chamou a atenção pela primeira vez para esses anúncios da Protein World e sua proteína para perda de peso. Os anúncios apareceram pela primeira vez no metrô de Londres. Letras pretas em negrito contra um fundo amarelo, ao lado de uma modelo de biquíni, perguntavam: "Seu corpo está preparado para a praia?"

Desde então, os críticos têm se manifestado contra a natureza sexista das propagandas. Alguns até mesmo colocaram a mão na massa, e rabiscaram mensagens de "positividade do corpo" nas imagens.

"NOVA CAMPANHA! Acabando com o corpo de praia: sequestre anúncios que destroem sua confiança em seu corpo #eachbodysready

As blogueiras Fiona Longmuir e Tara Costello posaram de biquíni na frente do cartaz e tuitaram que elas já estavam preparadas para a praia.

Vocês estão certos @Catstello e eu estamos com o corpo preparado pra praia. Não precisamos de ajuda, somos #alreadyperfect. #bodypositive

E foi criada uma página no Facebook para a hashtag #Eachbodysready (#Todocorpoestapreparado, em tradução livre).

Lorna is more than ready thank you kindly!

Posted by Eachbodysready on Tuesday, April 21, 2015


May Gibbs, uma das pessoas por trás da página no Facebook, disse ao The Huffington Post que a resposta foi "imediata e grande", e deu início a uma conversa.

"Sabemos que não há um corpo 'ideal'. Todo mundo é diferente e nosso corpo está preparado quando dizemos que ele está", ela escreveu em um e-mail. "[A] praia deve ser um local de diversão e relaxamento, e não de julgamento e comparação. [É] um lembrete para os anunciantes de que o público se importa, e será ouvido quanto a essas questões. Um lembrete para todos nós, de que os anunciantes têm sempre uma agenda, que nem sempre envolve colocar as necessidades das pessoas em primeiro lugar."

Blythe Pepino, uma cantora da banda Vaults cuja campanha nas mídias sociais ajudou a impulsionar a hashtag, falou com a BBC sobre o impacto da campanha.

"Estava muito incomodada com os cartazes", disse ela. "Não é raro ver mulheres de lingerie, mas a comoditização e sexualização do 'corpo de praia' parece ter se tornado uma tendência padrão em nossas vidas. Não consegui sentar e ficar olhando, então decidi tomar uma atitude."

A petição Change.org lançada por Charlotte Baring, de East Sussex, pedindo que os anúncios sejam removidos, já tem mais de 35.000 assinaturas. De acordo com o London Evening Standard, a Advertising Standards Authority, organização de autorregulamentação publicitária do Reino Unido, está avaliando a campanha após ter recebido 33 queixas.

A Protein World negou as acusações de sexismo. "É uma pena que em 2015 ainda exista uma minoria que não está focada em enaltecer aqueles que desejam ser mais saudáveis, fortes, e estar em melhor forma", disse um porta-voz ao London Evening Standard. A Protein World não respondeu de imediato o pedido do HuffPost para comentar o assunto.

Tradução: Simone Palma

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

6 mandamentos das pessoas felizes com o próprio corpo

Faça o teste e descubra se o seu corpo é adequado para um biquíni (INFOGRÁFICO)

Quando o corpo é a prisão da mente