NOTÍCIAS
12/05/2015 21:04 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Vereadores de São Paulo proíbem foie gras nos restaurantes da cidade

Montagem/Getty Images

Os vereadores de São Paulo aprovaram em segunda votação, na noite desta terça-feira (12), um projeto de lei que proíbe a comercialização de foie gras - iguaria da culinária francesa feita a partir do fígado do ganso ou pato - nos restaurantes da cidade.

De autoria do vereador Laércio Benko (PHS), o PL 537/2013 foi aprovado em votação simbólica, quando há acordo entre os líderes para aprovação e os parlamentares não precisam registrar voto no painel - e segue agora para sanção do prefeito Fernando Haddad.

A produção de foie gras ("fígado gordo", em francês) é um "verdadeiro sofrimento para os patos e gansos", afirma Benko na justificativa do projeto.

"É o fígado inchado destes animais, obtido por meio do método da alimentação forçada. (...) Dezesseis dias antes de matança, e a partir daí diariamente, um funil de mais de 40 cm de cumprimento é empurrado pelo pescoço abaixo dessas aves. E então forçada pela garganta abaixo do animal, à maquina ou à mão, uma quantidade de cereais misturado com gordura que seria equivalente 12,6 kg de espaguetes para um ser humano. A partir do 12º dia, este processo é repetido de 3 em 3 horas, ou seja, 8 vezes ao dia. Por esta altura, o corpo do animal já está completamente deformado, não consegue se mexer e respira com muita dificuldade. Ao 17º dia está morto."