NOTÍCIAS
12/05/2015 22:54 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

'Destruiu meu sonho', diz noiva que levou calote de decorador

Montagem/Reprodução

O coração da publicitária Ana Cláudia Ramos, 26 anos, que está com o casamento marcado para o próximo dia 20 de junho foi partido. O noivo não teve nada a ver com a desilusão. O responsável foi o decorador da festança, Chisanto Lopes Netto Galvão, um dos mais badalados de Brasília.

Além de Ana Cláudia, o dono da empresa de decoração e fotografia Netto Galvão deixou pelo menos outras 60 noivas na mão. Na última quarta-feira (6), ele declarou falência, abandonou todas essas noivas e fugiu para Paris. Nem os mais próximos ficaram livres do prejuízo.

Ana Cláudia que conhecia o decorador desde o início da carreira dele não esperava que fosse passar por uma situação como esta.

“Ele tinha uma relação próxima comigo. A gente ficou um tempo afastado porque eu conheci quando estava no cursinho e ele era professor de química. Na época, ele já estava iniciando os trabalhos como fotógrafo e pediu para que eu tirasse umas fotos. Como eu também estava iniciando o trabalho como modelo, aceitei sem cobrar nada. Foi uma ajuda, na época.

Quando fui casar, descobri que ele estava fazendo decoração, já tinha escutado ótimas referências sobre ele, sobre o trabalho dele e resolvi procurá-lo, achando que seria um preço mais alto, mas não queria o peso na consciência de não ter olhado. Fui até ele, era um preço mais elevado, mas na hora ele me reconheceu, com a lábia dele, falou que tinha que fazer meu casamento. Lembrou que eu tinha ajudado quando ele precisava. Disse que queria muito fazer meu casamento, que seria top.

Me fez acreditar que tinha dado R$ 10 mil de desconto, mas, depois que tive contato com as outras noivas, vi que não foi um desconto grande. Todas tinham uma relação que parecia próxima, mas que agora a gente descobriu que era tudo farsa. Se fosse próximo não ia fazer uma destruição de sonho e de coração tão grande como ele fez.”

Só restou as noivas procurar um outro decorador e contabilizar o prejuízo na conta do casamento. Ana Cláudia está ciente que não vai reaver tão cedo o dinheiro pago a Netto Galvão. “Mas fazer o possível para ter o dinheiro de volta, nem que demore”, argumenta.

Netto Galvão antes de fugir para a França

Até o momento, o número de noivas que levaram o calote chega a 62 e o prejuízo somado já passa de R$ 1,3 milhão.

A delegada-chefe da 3ª DP, Cláudia Alcântara, prometeu as noivas fazer o pedido de prisão preventiva do decorador. Ao G1, Cláudia disse que ele premeditou a fuga.

“Nós procuramos o Netto em todos os locais que ele poderia residir e em todos ele não estava. Ele mudou desses lugares e ninguém sabe o atual endereço dele no Brasil. Ele mudou dos endereços e não deixou nada. Está claro que ele está fugindo da ação policial.”

De acordo com o Correio Braziliense, ele pode ser incluído na lista de procurados pela Interpol, passando a ser foragido não só no Brasil, mas também no exterior.