NOTÍCIAS
12/05/2015 21:36 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Cuba tem uma vacina de câncer de pulmão -- e os Estados Unidos querem

Science Photo Library - SCIEPRO via Getty Images

Um dos principais institutos de pesquisa dos Estados Unidos, o Roswell Park Cancer Institute, acaba de fechar uma parceria com Cuba para desenvolver uma vacina de câncer de pulmão e levá-la para testes nos Estados Unidos.

O acordo foi assinado durante uma missão do governador de Nova York, Andrew Cuomo, ao país comunista.

Cuba tem uma tradição de pesquisa médica e biotecnológica de ponta, especialmente na área de imunologia e medicina preventiva. Após 25 anos de pesquisas, o país lançou a primeira vacina de câncer do mundo, a Cimavax, em 2011. Cada dose custa cerca de R$ 3,00, mas é aplicada gratuitamente no sistema público de saúde cubano, como explica o Washington Post.

A ideia do acordo é levar a Cimavax para os Estados Unidos, aprovar a substância na agência reguladora do país, a Food and Drug Administration (FDA) e realizar testes clínicos em solo americano. A expectativa é que a aprovação seja obtida em até oito meses, e que os testes comecem em um ano.

"A chance de validar esta vacina é muito empolgante", disse Candance Johnson, CEO da Roswell Park.

Como explica o Medical Daily, embora o Cimavax seja uma vacina -- ou seja, uma substância que capaz de induzir uma resposta imunológica do corpo -- ele não serve para prevenir o câncer.

Ele estimula a produção de antígenos que impedem as células de se multiplicarem descontroladamente, evitando que o tumor cresça ou chegue ao estado de metástase.

O plano da Roswell é explorar o potencial preventivo da vacina e, eventualmente, adaptá-la para outros tipos de câncer, como o de pâncreas, próstata, mama e cólon, de acordo com a Wired.

LEIA MAIS

- Os melhores tweets sobre a 'reconciliação' entre Cuba e EUA

- Novo tipo extremamente agressivo de HIV está se espalhando por Cuba, diz pesquisa