NOTÍCIAS
12/05/2015 19:47 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Crianças confiam mais nos pets do que em irmãos

iStock

Nesta semana, um estudo da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, descobriu algo surpreendente: crianças costumam ter relações mais próximas com seus bichos do que com irmãos.

Segundo o psiquiatra Matt Cassels, autor da pesquisa, isso acontece porque os animais de estimação dão apoio emocional "sem julgar o que os pequenos estão sentindo".

O trabalho foi conduzido ao longo de dez anos com cem famílias do Reino Unido. Informações sobre o comportamento social, desenvolvimento acadêmico, bem-estar emocional e relações afetivas das crianças foram levadas em conta. Analisaram-se os dados em comparação com o relacionamento de cada criança com o seu animal de estimação.

Ou seja, se a criança fazia confissões e brincadeiras, ou mesmo se discutia, com o pet. As informações coletadas foram comparadas com similares levantadas sobre a relação das crianças com irmãos.

O estudo mostrou que crianças que têm laços fortes com seus bichinhos possuem o que foi considerado um "comportamento social elevado", principalmente na hora de ajudar amigos, ou se precisavam compartilhar brinquedos com colegas.

Descobriu-se ainda que meninas e também crianças donas de cachorros são ainda mais suscetíveis a confiar mais nos bichos do que em irmãos. "Elas se voltam para os animais mesmo sabendo que eles não entendem o que está sendo dito", contou Cassels.

Para Cassels, os bichos fazem papel de ouvintes das crianças, sendo que o efeito é mais terapêutico, por exemplo, do que escrever os problemas em um diário.