NOTÍCIAS
12/05/2015 17:22 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Alerj volta atrás em aumento de 93% em bolsa para estagiários após polêmica

Montagem/Estadão Conteúdo

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) voltou atrás na decisão de dar um aumento de nada menos que 93% aos estagiários da Casa. Com isso, a remuneração, que antes era de R$ 990, para estudantes de nível médio, e R$ 1.480, para os de nível superior, passa a ser de R$ 1.188 e R$ 1.776, respectivamente.

O reajuste atual, de 20%, segue o mesmo aplicado aos salários dos servidores da Casa. Segundo a Alerj, a bolsa dos estagiários estava congelada há cinco anos.

A mudança foi decidida durante a reunião de líderes desta terça-feira (12). Segundo o presidente da Alerj, deputado Jorge Picciani (PMDB), o aumento anterior seguia a regra que vinculava a bolsa-estágio ao valor do salário mínimo regional e, agora, a Casa abriu um debate para revisar o aumento.

“Nós tínhamos que fazer a correção, congelada por quatro anos, porque estava atrelado ao mínimo regional. Compreendendo o momento, e com a concordância de todas as bancadas, decidimos aplicar esse índice menor”, afirmou.

Ainda assim, os estagiários continuam recebendo mais do que os professores estaduais, que têm remuneração de R$ 1.179,35.

Um nova resolução também deve ser publicada para definir o critério de escolha dos estagiários. Ao jornal Extra, a assessoria de imprensa da Casa disse que “cada departamento faz seu próprio processo”, o que abre espaço para o loteamento e indicações por partes interessadas que já trabalham na Casa.