NOTÍCIAS
10/05/2015 10:53 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:03 -02

Polêmica: CBF manda cobrir patrocinador da arena do Palmeiras e revolta torcedores na abertura do Brasileirão

Montagem/Estadão Conteúdo

A ordem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) em mandar cobrir o nome da seguradora alemã Allianz antes do jogo entre Palmeiras e Atlético-MG, neste sábado (9), na casa palmeirense, causou polêmica e revolta dentro e fora do estádio.

Para quem não sabe, a Allianz é dona do ‘naming rights’ da arena, que oficialmente se chama Allianz Parque. Entretanto, a CBF ordenou que o nome Allianz fosse coberto para que não aparecesse durante a transmissão da partida.

Contudo, depois de muitos protestos de torcedores, as faixas foram retiradas, pouco mais de 30 minutos antes do jogo começar. Segundo a WTorre, construtora responsável pela construção da arena – e que também costurou o acordo com a Allianz –, a decisão partiu da CBF, algo que causou a indignação de torcedores nas mídias sociais.

Nas redes, os torcedores também deram a sua opinião sobre quem seria a responsável pela atitude.

Muitos palmeirenses pediram que a diretoria do clube se manifeste contra a decisão, o que não aconteceu até a manhã deste domingo (10).

O que é notória é a política da emissora em não falar o nome de patrocinadores que não os dela própria em suas transmissões esportivas. Na época do acordo com Palmeiras e WTorre, executivos da Allianz disseram não terem preocupação com isso, acreditando que a postura da emissora mudaria.

Dentro de campo, o Palmeiras estreou no Brasileirão com um empate em 2 a 2 com os reservas do Atlético-MG. Em outros jogos da rodada inaugural do torneio, a Chapecoense venceu o Coritiba por 2 a 1, em Chapecó (SC), e o Fluminense bateu o Joinville por 1 a 0 no Maracanã.

(Com Estadão Conteúdo)

LEIA TAMBÉM

- Homofobia após selinho de Emerson Sheik vai custar caro a uma torcida do Corinthians

- Os 10 times mais ricos do mundo, segundo a Forbes

- Jogadores da 'Seleção 7 a 1' são chamados por Dunga para a Copa América

- Alexandre Gallo é demitido pela CBF e Dunga será o técnico nas Olimpíadas de 2016