NOTÍCIAS
24/04/2015 16:19 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Feirão Caixa da Casa Própria começa hoje com enfoque em moradias populares

Estadão Conteúdo/Fernando Neves

O 11º Feirão Caixa da Casa Própria da Caixa Econômica Federal começou nesta sexta-feira (24). O evento de venda de imóveis vai passar por 14 cidades por todo o País, até o dia 14 de junho. Este ano são cerca de 80 mil imóveis - 40 mil novos e 40 mil usados - com o teto máximo no valor de R$ 190 mil que estarão disponíveis para oferta, segundo informações da Folha de S.Paulo.

Um fator importante que impacta diretamente no feirão deste ano é o aumento das taxas de juros para financiamento de imóveis residenciais. Dito isso, o próprio banco informou que o foco desta edição são as ofertas de habitação popular do programa Minha Casa, Minha Vida e todas as outras operações que utilizem recursos do FGTS.

Ainda segundo a Folha de S.Paulo, para se ter uma ideia, a Tenda, que trabalha com habitações de baixa renda, colocou à venda 1.500 unidades no feirão este ano - quase o dobro em relação ao ano passado. Assim como a Cury Construtora e Incorporadora, que neste ano fará descontos de até R$ 20 mil.

O feirão já é tradicionalmente conhecido pelos descontos e brindes exclusivos para o evento, próprios para quem possui a renda reduzida e busca preços acessíveis. Além disso, quem for ao evento também tem a facilidade de fechar contratos de aquisição dos imóveis, já que o próprio feirão comporta imobiliárias, construtoras, incorporadoras, corretores, cartórios e agentes da Caixa, responsáveis por analisar e liberar o financiamento, segundo a Exame.

Serviço

O feirão ocorre em 14 cidades: São Paulo (SP), Recife (PE), Belém (PA), Fortaleza (CE), Campinas (SP), Rio de Janeiro (RJ), Curitiba (PR), Brasília (DF), Uberlândia (MG), Florianópolis (SC), Porto Alegre (RS), Belo Horizonte (MG), Salvador (BA) e Goiânia (GO).

Este ano serão mais de 1,4 mil parceiros, sendo 660 construtoras e 390 correspondentes imobiliários Caixa, além de 354 imobiliárias. Serão 822 empreendimentos novos que estarão com as suas unidades em oferta.

Para iniciar uma negociação no Feirão, a Caixa orienta levar os documentos pessoais (carteira de identidade e CPF) e o comprovante de renda.

(Com Estadão Conteúdo)