NOTÍCIAS
22/04/2015 19:23 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:53 -02

Documentário independente quer mostrar a propaganda de cerveja ideal e sem machismo

Reprodução

Recentemente, campanhas publicitárias de marcas de cerveja foram alvo de críticas por abusarem da objetificação da mulher e até promoverem o assédio sexual, como a da Nova Schin e a "Verão é Nosso", da Itaipava.

Por conta dessa cultura publicitária que persiste no Brasil, um grupo de produtores independentes resolveu lançar um documentário para discutir essa relação que existe há anos: Mulher, Cerveja e Machismo - A Representação Feminina nas Propagandas de Cerveja.

A ideia colher vários depoimentos e opiniões, e no final criar uma marca fictícia de cerveja, mostrando como seria a propaganda ideal. O projeto, que está em fase de pré-produção, já tem uma página de crowdfundingna plataforma Kickante e começa o financiamento dia 30 de abril.

A princípio, as gravações devem ser feitas em São Paulo, Belo Horizonte e no Rio de Janeiro, mas o número de regiões pode ser ampliado se a arrecadação ficar acima do esperado.

Para 84% da população, o corpo da mulher é usado para promover a venda de produtos nas propagandas de TV. Isso é o que aponta pesquisa realizada pelo Instituto Data Popular em parceria com o Instituto Patrícia Galvão em 2013.

Segundo o produtor executivo, Robson Alessandro, "o documentário visa abrir uma discussão maior sobre a opressão que as mulheres sofrem na mídia, com foco nas campanhas de cerveja", e será feito com depoimentos de mulheres de vários grupos sociais, como donas de casa e professoras universitárias.

#mulhercervejaemachismo

Posted by Mulher, Cerveja e Machismo on Quinta, 9 de abril de 2015