NOTÍCIAS
16/04/2015 13:49 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Ministra de Dilma Rousseff, ex-réu por improbidade do PSDB e Fernando Collor estão entre os que mais faltaram no Senado (ESTUDO)

Montagem/Estadão Conteúdo e Facebook

Pelo menos nove senadores acumularam faltas que correspondem a um ano de mandato na última legislatura, válida entre fevereiro de 2011 e dezembro de 2014. É o que mostra o levantamento feito pela revista Congresso em Foco, publicado no site de mesmo nome nesta quinta-feira (16).

Há nomes conhecidos na lista que apresenta aqueles que deixaram de comparecer a 25% das 451 sessões deliberativas do Senado.

O senador Lobão Filho (PMDB-MA) é o líder em faltas, com 164 ausências. O filho do ex-ministro de Minas e Energia Edison Lobão (PMDB-MA) não justificou 53 destas faltas, enquanto 26 delas foram atribuídas a um acidente sofrido por ele em 2011.

A seguir aparece Mário Couto (PSDB-PA), que é um forte crítico do PT e foi réu em um processo de improbidade administrativa em 2012 – ação posteriormente rejeitada pela Justiça. O tucano também faltou a mais de um terço das sessões.

Na sequência, pela ordem, aparecem Jader Barbalho (PMDB-PA) – ex-governador do Pará –, Fernando Collor (PTB-AL) – ex-presidente da República, alvo de impeachment em 1992 –, Sérgio Petecão (PSD-AC), Francisco Dornelles (PP-RJ), Cícero Lucena (PSDB-PB), Epitácio Cafeteira (PTB-MA) e Kátia Abreu (PMDB-TO) – esta atualmente ocupando o Ministério da Agricultura.

Segundo o levantamento, em alguns casos as ausências são majoritariamente ligadas a problemas de saúde. Oficialmente, nenhum dos citados pela revista se pronunciou a respeito do alto número de faltas na última legislatura.

LEIA TAMBÉM

- Sem conversar, Câmara e Senado tocam as próprias reformas políticas

- Com gritaria e troca de farpas, Aécio Neves e Renan Calheiros protagonizam primeira briga no 'novo' Senado

- Senado Federal diminui o aluguel de apartamentos cedidos para autoridades de R$ 9 mil para R$ 3,8 mil

- Sem Sarney e Suplicy, Senado de maioria masculina e nas mãos do PMDB dá neste domingo posse a novos parlamentares