NOTÍCIAS
14/04/2015 19:47 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Qual é o DNA das armas? (VÍDEO)

Enquanto no Brasil a Câmara dos Deputados articula uma mudança no Estatuto do Desarmamento para facilitar o acesso a armas de fogo, uma ONG nos Estados Unidos está engajando os norte-americanos em uma campanha contra o uso de armas.

A States United to Prevent Gun Violence divulgou um vídeo intitulado #gunswithhistory para alertar os norte-americanos sobre a história das armas que podem estar à venda nos EUA, onde esse comércio é legalizado:

"Apesar de mais de 60% dos americanos acreditarem que a arma pode trazer segurança, os resultados mostram outra realidade. A presença da arma aumenta riscos de suicídios, homicídios e acidentes."

O vídeo da campanha mostra que o suposto instrumento de proteção pode ter sido usado em assassinatos em família ou chacinas.

São revisitados casos como o da escola Sandy Hook, em Connecticut, onde 26 pessoas foram assassinadas por um jovem de 20 anos.

E no Brasil?

Uma ação como a #gunswithhistory talvez não pudesse ser executada em território brasileiro. O Ministério Público do Estado de São Paulo detectou que metade das armas, apreendidas pela polícia em roubos e homicídios, não indica sua posse. O problema é que a numeração delas está raspada.

"[Isso] revela a urgência na implantação de tecnologia inteligente de marcação individual das armas de fogo no País", informa o MP-SP.

O Ministério Público e o Instituto Sou da Paz se uniram para reivindicar o #DNAdasArmas no Brasil.