COMPORTAMENTO
13/04/2015 12:08 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Há um grande furo no roteiro de ‘A Pequena Sereia' que teria mudado tudo

Walt Disney

Espere só um minuto. É só o tempo de sacudir a barbatana. Enquanto olhava o feed de notícias do Facebook num fim de semana, vi um post de uma amiga que fazia uma pergunta interessante sobre o adorado filme da Disney “A Pequena Sereia”. Parece que Ariel poderia ter sido “parte do nosso mundo” muito antes, se tivesse feito uma pequena coisa: escrever um bilhete.

Vale lembrar que outras pessoas também questionaram isso antes e, sim, é um filme sobre pessoas-sereias e há muitas coisas mais estranhas que acontecem no filme do que essa anomalia em particular (você sabe do que estou falando), mas, sob o ponto de vista do roteiro, essa questão faz coçar a cabeça. Veja como Mary Falls, da cidade de Washington, resumiu o dilema no Facebook:

Bem, me peguei pensando, Ariel poderia ter evitado muitos problemas se tivesse aprendido a ler e a escrever. Ela poderia apenas ter rabiscado uma explicação sobre sua situação para o Príncipe Eric como: “Oi Olhos Azuis, eu salvei sua vida e então você se apaixonou pela minha voz, que eu poderia provavelmente conseguir de volta se você apenas usasse seu amor para tentar sugá-la da minha garganta pela minha boca”, mas de uma de uma maneira mais agradável e em linguagem de princesa. Então eles poderiam ir em frente e selar o acordo.Mas, então, pensei: se ela era a filha de um rei, provavelmente poderia ler e escrever. Provavelmente teve a melhor educação subaquática possível, especialmente porque era a estrela de um espetáculo orquestral submerso, que definitivamente não tinha espaço para principiantes. Então me ocorreu, claro — eles não podem escrever embaixo d’água sem aquelas canetas especiais, e teriam que ser capazes de caminhar até a [loja] The Sharper Image para consegui-las. Mas, incrível, ela assinou aquele contrato com a Ursula.

Image via Giphy

E, aqui está, a caneta de espinha de peixe mágica esfumaçante! Além disso, ela escreve em perfeita letra cursiva, não em algum tipo de linguagem especial de sereia que não seria legível ao Príncipe se ele, digamos, lesse uma nota rabiscada na areia.

Image via Reddit

Falls continua:

“Então, Ariel é completamente alfabetizada e, na verdade, tem uma excelente caligrafia! Tive que lhe dar o benefício da dúvida e pensar, bem, talvez ela não quisesse se explicar porque estava tentando se comportar como um peixe de água fria diante da situação e assim avançar seus planos. Exceto pelo fato de que ela tentou se explicar na praia enrolada em uma lona, fazendo mímicas como uma adorável lunática. Sem sombra de dúvidas, Ariel poderia absolutamente ter decidido isso desde o primeiro momento e, por isso, é uma tonta.”

Ah, Ariel, pobre alma infeliz.

Image via Giphy

UPDATE: O The Huffington Post contatou Tom Sito, ex-animador da Disney, cujos trabalhos incluem “A Bela e a Fera”, “Aladdin”, “O Rei Leão” e “A Pequena Sereia” para comentar o assunto. Veja o que ele disse:

Não sei quem é Mary de Washington, mas me lembro que, logo depois que o filme foi lançado e era um grande sucesso, fiz uma apresentação sobre o filme para crianças de uma escola com uma delegação de animadores da Disney. Na hora das perguntas, uma garotinha de dez anos com cachos loiros perguntou: “Se Ariel não podia dizer ao Príncipe quem ela era, por que não lhe escreveu uma carta?”. Os animadores sorriram entre si e um disse: “... Próxima pergunta.”

Ah!

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

'Mulan', clássico da Disney, ganhará versão com atores

Você já se perguntou por que personagens da Disney não tem mãe?

Artista brinca com o gênero das princesas e vilãs da Disney (FOTOS)