NOTÍCIAS
09/04/2015 12:07 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:46 -02

Julgado por falência, homem abre fogo dentro de tribunal em Milão

AP Photo

Um homem em julgamento por falência matou a tiros um juiz, um advogado e um corréu no Palácio da Justiça de Milão, no centro da cidade italiana, nesta quinta-feira (9), informaram os serviços de emergência.

A polícia prendeu o homem, Claudio Giardiello, na cidade de Vimercate, ao norte da capital financeira italiana, disse o ministro do Interior, Angelino Alfano, em sua conta no Twitter. O criminoso estava sendo mantido preso em um quartel militar próximo.

Os serviços de emergência disseram que uma quarta pessoa foi encontrada morta dentro do prédio da corte, sem sinais aparentes de ferimentos. Não foram divulgados mais detalhes.

O tribunal fica a cerca de 1 quilômetro da catedral de Duomo, grande atração turística de Milão. Carros da polícia e ambulâncias estavam estacionadas do lado de fora da corte, que estava isolada, e a rua foi fechada.

As medidas de segurança pela Itália foram reforçadas após os ataques ao semanário Charlie Hebdo em Paris em janeiro, e ainda é incerto como o agressor conseguiu passar com a arma pelos detectores de metal do tribunal.

O incidente levanta questões sobre a segurança em locais públicos da cidade a menos de um mês da abertura da Milan Expo, em maio, primeira vez que a cidade recebe a feira de comércio internacional em mais de cem anos.

"Ouvi uma série de tiros, me joguei no primeiro escritório que encontrei e pensei que teria uma crise de pânico", disse Massimiliano Monti, funcionário de um escritório de direito dentro do tribunal.

"Venho aqui há mais de 20 anos, é a primeira vez que algo assim aconteceu", completou.

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost