NOTÍCIAS
31/03/2015 18:48 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Pai que teve filho expulso de loja na Oscar Freire diz que vendedora se irritou e disse 'ele não pode vender coisas aqui'

Reprodução/Facebook

O depoimento de um pai que diz ter tido o filho expulso de uma loja em São Paulo circulou nas redes sociais esta semana. Em um post publicado no Facebook no último sábado (28), Jonathan Duran disse o menino foi discriminado porque "em certos lugares em São Paulo, a pele do seu filho não pode ter a cor errada".

[A vendedora] chegou irritada e falou para mim "ele não pode vender coisas aqui!" Olhei para ela sério e respondi "ele é meu filho!" Eu sei que essas coisas acontecem o tempo todo, mas fiquei tão chocado que não consegui falar mais nada. Parece piada de mau gosto acontecer numa loja da Oscar Freire.

Em entrevista ao jornal Correio Braziliense, Duran contou que tinha acabado de comprar um sorvete para o menino e estava fazendo uma ligação quando tudo aconteceu. Ele estava com o filho em frente à loja enquanto esperava a mulher, que estava em outro estabelecimento, voltar.

A loja em questão é a Animale, e está situada em uma das ruas mais luxuosas de São Paulo: a Oscar Freire. A marca divulgou uma nota em sua página no Facebook:

Caros clientes e amigos da marca, Viemos até vocês para falar sobre o fato ocorrido no último sábado em uma de nossas...

Posted by Animale Brasil on Terça, 31 de março de 2015