NOTÍCIAS
31/03/2015 17:40 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Netflix quer unificar catálogo mundial (eba!)

Reprodução

A gigante plataforma de streamingNetflix quer unificar todo seu conteúdo mundial. Trata-se de uma iniciativa contra a pirataria.

Como os assinantes do serviço são restritos ao catálogo de seus respectivos países – elaborados de acordo com o licenciamento de cada território –, vários deles recorrem à pirataria para acessar conteúdo gringo. A Netflix já bloqueou contas de quem faz isso.

Ao derrubar alguns dos meios de burlar as restrições de catálogos, como as redes particulares virtuais (ou "VPN", sigla para virtual particular network) ou proxies, o serviço consegue fazer com que todos seus assinantes tenham acesso aos mesmos conteúdos que assinantes de outros países têm. Assim, esses "gatos" tornam-se inúteis. Tcharã!

O jornal inglês The Independent exemplificou: isso resolveria a situação dos "assinantes do Reino Unido que tentam ver Friends na Netflix dos Estados Unidos, ou assinantes dos EUA com dificuldade em assistir à Breaking Bad na Netflix do Reino Unido".

Reed Hastings, CEO da plataforma, disse ao jornal que reconhece a disposição de seus assinantes a pagar por assinatura e que o esquema do VPN é pequeno diante do grande problema mundial que é a pirataria.

"Uma parte da pirataria acontece porque eles [que pirateiam] simplesmente não querem pagar. Essa é a parte mais difícil", disse. "Como uma indústria, precisamos arrumar o conteúdo global."

LEIA TAMBÉM:

- 'House of Cards': Doug tem um recado para dar aos fãs brasileiros sobre spoiler

- Leonardo DiCaprio e Netflix fazem parceria para produzir documentários e séries

- Dono do Netflix responde Silvio Santos

- Netflix anuncia datas de estreia para séries originais