NOTÍCIAS
21/03/2015 13:18 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

Festa de 70 anos de Marta Suplicy tem dezenas de políticos do PSB e PMDB e quase nenhum do PT

Montagem/Estadão Conteúdo

A festa de 70 anos de Marta Suplicy reuniu um seleto grupo de 300 pessoas em um edifício nos Jardins, bairro nobre de São Paulo. Entre os convidados, políticos manda-chuva do PMDB, os principais nomes do PSB e quase ninguém do PT, partido que Marta ajudou a fundar.

Segundo o Estadão, a senadora confirmou na festa que está mesmo de malas prontas para o PSB. Ela vai se filiar no momento que a cúpula do partido considerar "ideal".

A Folha destacou que ela estava cercada pelo presidente da legenda, Carlos Siqueira, o vice-governador de São Paulo, Marcio França, e o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg. De acordo com o jornal, eles "demonstravam entusiasmo com a candidatura de Marta à Prefeitura de São Paulo" em 2016.

Do PMDB, estavam presentes caciques como o vice-presidente, Michel Temer, e o ex-presidente José Sarney.

Para a Folha, a ausência que todos repararam foi a do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Agora não faria sentido [ele] estar aqui", afirmou Marta à Folha.

Marta vem reclamando há tempos do isolamento político sofrido em São Paulo pela trupe de Lula.

A senadora tem feito críticas contundentes à política econômica de Dilma Rousseff. Nesta semana, ela disse faltava humildade à presidente.

O único petista presente foi o senador Delcídio Amaral, do Mato Grosso do Sul.

LEIA MAIS:

- Prestes a sair do PT, Marta Suplicy diz que partido está acéfalo, compara ministros a ETs e cobra humildade de Dilma

- Demissão de Marta Suplicy revela insatisfação com rumos de Dilma Rousseff na economia e ferida aberta dentro do próprio PT