NOTÍCIAS
19/03/2015 15:24 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:13 -02

Tiririca é condenado por paródia de Roberto Carlos em propaganda eleitoral

O cantor e deputado federal Tiririca (PR-SP) e o diretório regional do PR (Partido da República) foram condenados pela paródia da música O Portão, de Roberto e Erasmo Carlos, utilizada na propaganda eleitoral do ano passado. A sentença foi dada na última sexta-feira, 13, pelo juiz Márcio Teixeira Laranjo, da 21ª Vara Cível de São Paulo.

De acordo com informações do G1, o deputado e o partido terão que pagar "indenização por danos materiais" à EMI Songs, dona dos direitos da composição. O valor ainda vai ser definido.

No horário eleitoral de 2014, o candidato à reeleição fez uma imitação de Roberto Carlos, com alusões à propaganda que o cantor fez de uma empresa frigorífica. Em vez de "Eu voltei/ Agora pra ficar/ Porque aqui é o meu lugar', Tiririca cantava 'Eu votei/ de novo eu vou votar/ Tiririca, Brasília é o seu lugar".

O juiz embasa sua sentença dizendo que paródias tem caráter humorístico. "No presente caso, constata-se que a canção integrou publicidade eleitoral veiculada em emissoras de televisão, não em programa de humor. Alterou-se a letra da música com o objetivo de atrair eleitores para o candidato e para seu partido político, ou seja, chamar de algum modo a atenção do eleitor para, quem sabe, merecer seu voto", diz o magistrado.

A decisão foi dada em primeira instância e cabe recurso. Ao G1, o advogado do PR afirmou que irá recorrer da sentença. Ele afirma ver um "equívoco" na decisão porque "está claro que é uma imitação.

"Quem assiste não confunde, não acha que é o Roberto Carlos falando. E aposto que não induziu ninguém a acreditar que o Roberto Carlos apoiava a candidatura do Tiririca. É uma paródia, permitida pela Lei de Direitos Autorais, e não a utilização da música integral de Roberto Carlos", disse.

Galeria de Fotos Eleições 2014: Melhores Memes Veja Fotos