NOTÍCIAS
12/03/2015 10:14 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Eduardo Jorge confirma que vai às ruas no protesto do dia 15: 'O governo PT e Dilma fracassou'

Montagem/Estadão Conteúdo

Um nome político de peso confirmou participação no protesto contra o governo de Dilma Rousseff no domingo (15). Candidato a presidente de 2014 celebrado nas redes sociais, Eduardo Jorge (PV) fez críticas duras à gestão petista.

"O governo PT/Dilma fracassou", desferiu, referindo-se a "calamidade" na saúde pública, estagnação da economia e desrespeito à natureza pela dependência da matriz energética do País em relação ao combustível fóssil (petróleo e pré-sal).

O político também atacou a campanha eleitoral de Dilma pelas mentiras veiculadas na TV em 2014. "Foi um incrível festival de mistificações, efeitos especiais de marqueteiros maliciosos e agressões e calúnias contra adversários; um vale tudo eleitoral."

Apesar de criticar "a empáfia, a soberba e o sectarismo fratricida" do governo petista, Jorge é contrário ao impeachment — reivindicação de parte dos participantes do ato de domingo.

"E o impeachment? Me cobram alguns exaltados. Amigos, deixem a polícia e a justiça trabalharem sem paixões partidárias. A democracia não condiz com linchamentos seja na rua ou no judiciário. É preciso investigar, apurar para então acusar, permitir a defesa e então julgar. Isto não pode ser feito da noite para o dia."

Leia a íntegra da postagem:

No segundo turno, Eduardo Jorge já havia decidido estar na oposição à Dilma. Ele apoiou a candidatura de Aécio Neves (PSDB) ao Planalto.