NOTÍCIAS
04/03/2015 11:09 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Do Good Bus: ônibus leva pessoas para voluntariado surpresa

Reprodução/DoGoodBuss

Em Los Angeles, nos Estados Unidos, a americana Rebecca Pontiu resolveu inovar a prática do voluntariado: criou um serviço de ônibus que reúne uma vez por mês pessoas de diferentes lugares para fazer o bem, sem olhar a quem, muito menos onde ou que tipo de ajuda prestar.

Isso mesmo! O destino da iniciativa que ela batizou de Do Good Bus* (Ônibus de fazer o bem, em tradução livre) é misterioso. Pelo menos até o momento em que o motorista dá partida no veículo. Até lá, ninguém sabe para onde vai, nem o que fará ou a quem irá ajudar.

Para Rebeca, revelar o roteiro em cima da hora evita preconceitos e ajuda o voluntário a rever sua forma de encarar essa atividade e a lidar melhor com o inesperado. Além de tornar o voluntariado mais divertido porque, no fundo, todos gostamos de um pouco de mistério, certo?

A revelação do destino se dá assim que o ônibus começa a andar pela cidade: os voluntários recebem informações sobre a missão e são realizado exercícios e brincadeiras para que todos se conheçam e tomem conhecimento de algumas tarefas que irão desempenhar. Nesse trajeto, se revelam afinidades e todos fazem novos amigos, criam novos laços, fortalecem os já existentes e se divertem.

Todos também compartilham os custos da iniciativa: 25 dólares a cada participação, que pagam o combustível e despesas com alimentação. Os trabalhos são realizados com organizações sem fins lucrativos, comunidades ou pessoas locais. Os voluntários aventureiros cuidam de jardins e de animais, servem comida para moradores de rua, ajudam a organizar bazares e feiras de doação de livros, entre outras opções.

Segundo Rebeca, a prática do voluntariado sem conhecimento prévio desperta a consciência para a importância de colaborar com causas sociais e ambientais e amplia o conhecimento sobre as centenas de formas de ajudar a melhorar a cidade, a vida dos vizinhos, dos amigos e como apoiar qualquer causa. Com a iniciativa, ela deseja criar comunidades mais humanas e inspirar voluntários a continuar fazendo o bem em seus bairros quando a missão do Do Good Bus acabar… além de provar o poder que o trabalho em conjunto tem para fazer a diferença no mundo.